Publicidade
Sim & Não

Omar Aziz aquece os bastidores

28/04/2018 às 14:01 - Atualizado em 28/04/2018 às 15:16
Show omar

Decidido a encarar o governador Amazonino Mendes (PDT) na campanha deste ano, o senador Omar Aziz intensificou a agenda de reuniões a portas fechadas com parlamentares e líderes partidários, além de prefeitos do interior. Até aqui, nenhum outro político se articula mais nos bastidores, mirando a eleição de outubro para o governo do Estado, que o senador do PSD. Ao seu lado, Omar já conta com fortes aliados, como o prefeito Arthur Neto e os deputados federais Alfredo Nascimento, Silas Câmara e Pauderney Avelino.

Alerta Na cúpula do governo do Estado, a movimentação de Omar começou a causar preocupação. Até então, a candidatura dele não era levada a sério. Mas o troca-troca partidário deixou evidente o poder de fogo do senador. E as recentes derrotas do governo na ALE/AM também.

Mão É claro que, em se tratando do Legislativo, a pressão sobre o governo tem  outra digital influente: a do presidente do Poder, David Almeida (PSB), que também almeja a cadeira de Amazonino. David, coincidentemente, até um dia desses pertencia ao PSD de Omar Aziz.  

Sedução Os passos de David rumo à campanha de outubro contam, até aqui, com uma parceria informal do PCdoB. “Estamos conversando. Buscando uma possível aliança”, é o máximo que diz David sobre a paquera, que já dura alguns meses.

Preferência  O MDB, partido do senador e ex-governador Eduardo Braga também segue, com muita discrição, em busca de parceiros para 2018. Pelo que já se sabe, fechar uma aliança com o PDT de Amazonino é prioridade.

Estratégia  Mas Braga e sua legenda  também fazem incursões no interior e cercam, curiosamente, prefeitos que hoje são aliados do governador. O interior do Amazonas tem 1.093.725 eleitores inscritos, contra pouco mais de 1,3 milhão na capital. Depois de Manaus, o maior colégio é Parintins com 67,6 mil eleitores.

Brasília O vice-governador Bosco Saraiva, ex-secretário de Segurança e presidente do Solidariedade no Amazonas, afirma que seu plano é mesmo disputar o Senado. Questionado se manteria esse projeto caso fosse convidado a compor novamente a chapa de Amazonino, como vice, ele respondeu: “Vou seguir a orientação do meu partido”.

Acirrada A disputa pela vaga de desembargador do TJ/AM esquenta a cada dia. Na última semana, os advogados Sílvio Costa, Francisco Adonias, Charles Garcia, Paula Valério, Jorge Pinho e Carlos Alberto, da coligação “Amigos da Advocacia”, entraram na fase corpo-a-corpo e estão ritmo frenético na atividade eleitoral.

Nunca antes Desta vez, o número de 34 candidatos à vaga de desembargador é um recorde histórico – que se explica pelo longo período de 14 anos sem eleição – e deixa a disputa muito difícil. Mas a forma como alguns candidatos vem conduzindo a campanha é motivo de crítica no Judiciário.

Exagero O luxo, os gastos e a indiscrição de advogados que sonham com a vaga no Pleno vem provocando sentimento de “vergonha alheia” no Judiciário. Nas redes sociais, o presidente da Amazon, Cássio Borges, expôs o constrangimento. “Esse marketing político panfletário é incompatível com o cargo que os pretendentes almejam”, disse.