Publicidade
Sim & Não

Pacto em votação no TJ/AM

07/03/2017 às 22:38
Show sim e n o01

A votação no plenário do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJ/AM) que sagrou o procurador José Hamílton Saraiva como o preferido da Corte, para vaga de desembargador, deixou claro que os membros do Pleno firmaram um pacto não só para deixar de fora o chefe do MPE, Fábio Monteiro, mas também para lhe dar um recado  - cuja motivação não ficou cristalina. Monteiro não teve o voto nem do presidente do TJ/AM, Flávio Pascarelli, que o incentivara a ser candidato.

 Resultado   Fábio Monteiro disse ter ficado espantado com a votação “zero” que obteve no pleito. “Me causa surpresa  porque fui estimulado por diversos desembargadores (a se candidatar), inclusive o próprio presidente”, comentou o promotor, que agora reassume a Procuradoria-Geral de Justiça do MPE.

Conjuntura  Conforme apurou a coluna,  a votação de ontem teve um conjunto de fatores que influenciaram no resultado. Entre eles, o ‘Caso Quinteto’, que ainda tramita no Superior Tribunal de Justiça (STJ), uma eleição para desembargador federal e processos no CNJ. 

Canetada Logo após a votação no TJ/AM, a procuradora Antonina Vale, que ficou em segundo lugar com 13 votos,  à frente até de Francisco Cruz, com 12, alimentava a expectativa de ser escolhida pelo governador José Melo (Pros). “Estou acreditando muito”, afirmou. Ao meio dia, Melo anunciou que o escolhido era Hamílton Saraiva, que ganhou os votos dos 20 desembargadores. 

Checagem Técnicos do Tribunal de Contas do Estado (TCE/AM) e da Sefaz farão hoje e amanhã uma espécie de auditagem na planilha apresentada pela Prefeitura de Manaus para justificar o aumento da passagem de ônibus.  O trabalho será acompanhado por representantes do município e do próprio Sinetram.

Dados A conselheira Yara Lins, que analisa o reajuste da tarifa, classificou como produtiva a reunião realizada ontem no tribunal  entre membros do governo e da Prefeitura. “Tivemos bastante dados que não tínhamos conhecimento, como, por exemplo, a inadimplência de IPVA das empresas”, comentou Yara.

Proposta   O deputado federal Pauderney Avelino (Democratas) e representantes da Abraciclo vão levar à presidência da Caixa Econômica Federal (CEF), na próxima semana, sugestão que, se aceita, poderá alavancar o setor de duas rodas.

Estímulo  A ideia é que a CEF realize “feirões de motos”, nos moldes do que acontecem com casas e apartamentos. Isso poderia estimular a compra e a produção de motocicletas. O segmento de duas rodas passa por sua  pior crise. O volume de produção caiu 58,5% desde 2001, quando foram fabricadas 2.136.891 unidades. Hoje, são 900 mil no ano. “O setor voltou ao nível de produção de 15 anos atrás”, alerta Pauderney. 

Limite  O titular da SSP/AM, Sérgio Fontes, questionou ontem a forma acintosa como o presidente do Sindicato dos Rodoviários, Givancir Oliveira, segue atuando no sistema de transporte coletivo. A falta de troco e de segurança seriam os motivos de outra greve ontem, em Petrópolis. “Alguém tem que tomar providência contra esse cidadão”, sustentou  Fontes.