Publicidade
Sim & Não

Pascarelli se fortalece na saída

16/06/2018 às 13:43 - Atualizado em 16/06/2018 às 15:39
Show flavio

Faltando apenas duas semanas para deixar o comando do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJ/AM), o desembargador Flávio Pascarelli sai da direção do Poder Judiciário deixando como marca uma habilidade de negociação política até então nunca vista na instituição. Com uma capacidade de diálogo ímpar, tanto no governo quanto na Assembleia e no próprio TJ/AM, o magistrado sagrou-se vitorioso em todas as investidas que fez sem deixar fissuras. 

Êxito Flávio Pascarelli também pode comemorar bons números. Além de promover mudanças para agilizar o julgamento de processos no Judiciário, preencheu  as sete novas vagas para desembargador e nomeou 47 novos juízes.

Avanço A nomeação dos  novos juízes, a partir de 2017, permitiu, pela primeira vez, que todas as Comarcas do interior do Amazonas contem com juízes titulares.

Cabo de guerra 1  Os membros da Assembleia Legislativa do Estado (ALE-AM) ensaiam reunião para esta quarta-feira (20) onde a discussão será o veto do Poder Executivo ao reajuste dos policiais militares.

Cabo de guerra 2  No Legislativo Estadual, há articulações dos dois lados. A oposição quer colocar os 17 deputados “não alinhados” a Amazonino no plenário, enquanto a base quer evitar o quórum.

Ataque  Para o deputado Serafim Corrêa (PSB), a atitude do governo com a PM foi “irresponsável”. “O governador está confuso. Ele vetou totalmente o projeto de autoria dele, só por causa de uma emenda de autoria de um deputado”, disparou.

Defesa  O líder do governo na ALE/AM, deputado Demilson Chagas (PP), disse que a oposição na Casa atuou de forma inconsequente, ao mudar a Mensagem do governo sobre o reajuste da PM e acrescentar gastos não planejados pelo Executivo.

Reclamação  “A oposição atrapalhou o processo”, disse Dermilson. “O governo abriu as portas para as associações, dialogou com todos eles. Por interesse pessoal a oposição tentou fazer uma nova negociação do processo, sem estudo, sem planilha, sem impacto financeiro. Foi um comportamento desleal”, retrucou o parlamentar. 

Negócio 1 Informações de bastidores dão como certo que os advogados Daniel Nogueira e Marco Aurélio Choy já estão fechados com o governador Amazonino Mendes para atuar em sua campanha à reeleição. 

Negócio 2  A dupla deve fazer uma possível “aliança” com o advogado Yuri Dantas, que continua desde a eleição suplementar advogando para o governador. A permanência de Yuri ao lado de Amazonino depende, segundo fontes, para que lado o prefeito Arthur Neto (PSDB) seguirá.

Tudo é possível  Por falar no prefeito Arthur, o tucano revelou a pessoas próximas, na última semana, que pode sim fechar apoio a Amazonino.

Pé no chão  O senador Omar Aziz (PSD), que tenta organizar um grupo de peso que faça oposição ao governador, já confidenciou a aliados, conforme apurou a coluna, estar ciente de que Arthur é mesmo imprevisível.