Publicidade
Sim & Não

PR não pensa em punição para infiel

27/07/2017 às 22:54
Show sab  reis

Aliado histórico do deputado federal Alfredo Nascimento, que lidera o PR no Amazonas, o deputado estadual Sabá Reis, secretário-geral da sigla, já conta com o perdão antecipado do partido por ter decidido abraçar a campanha de Rebecca Garcia (PP). Consultada ontem, a direção do PR disse que não cogita punir seu dirigente partidário por se posicionar contra a campanha de Eduardo Braga e Marcelo Ramos. Ambos correm o risco de perder a vaga no 2º turno para Rebecca. 

Conveniência Logo após a confirmação do apoio de Sabá Reis à campanha encabeçada pelo PP, o PR disse lamentar a decisão, mas informou que só irá analisar a questão depois do resultado das urnas.

Sintomático Observadores da cena política avaliam que a ida de um dirigente do PR para a campanha de Rebecca não apenas demonstra uma cisão dentro da sigla, mas também  um jogo duplo, no momento em que sondagens eleitorais mostram um acirramento pelo posto de segundo colocado no primeiro turno.

Esquisito  Causou estranheza ontem, no meio policial, a realização de um evento para anunciar o pagamento da terceira parcela do escalonamento dos policiais civis. A solenidade, que ocorreu no auditório da Delegacia-Geral de Polícia Civil, contou com a presença do governador David Almeida (PSD) e do delegado-geral, Frederico Mendes.

Circunstâncias Segundo policiais, nunca antes, por uma razão como essa, um evento desse tipo foi feito. João Tayah, delegado e vice na chapa de Luiz Castro, classificou a iniciativa como oportunista e eleitoreira. Ele lembrou que o escalonamento foi pago em 2015 e 2016 e só emperrou em 2017. No Facebook,  afirmou que ontem foi “um dia de vergonha para a Polícia Civil”.

Juntos Representantes dos bois Garantido e Caprichoso saudaram Amazonino Mendes (PDT) em sua passagem pelo município. Em nota, a assessoria do pedetista diz que as duas agramiações decidiram apoiar a candidatura de Amazonino para o governo. 

Confiado  “Vou ganhar é por W x 0”. Do cabeleireiro e candidato ao governo do Estado, Jardel Deltrudes, em entrevista a uma rádio, ontem. Segundo Jardel, ninguém mais do que ele entende o desemprego. “Sou comerciante. Comerciante é aquele cara que não conseguiu arranjar emprego”.

Tchau ALE  O deputado estadual Luiz Castro, da Rede, anunciou, ontem,  que não disputará a reeleição para a Assembleia Legislativa do Estado (ALE/AM). “Posso ser candidato a um outro cargo. Mas entendo que já fechou esse meu ciclo na Assembleia”, afirmou.  

Novos ares  Faz parte do projeto nacional da Rede, em 2018, ampliar seu quadro de representantes na Câmara Federal. Luiz Castro poderá disputar uma das vagas, mas não confirma. Diz apenas que pode ser candidato “a um outro cargo”. “Não sou um político profissional que sempre tenho que estar apegado a um poder”, comentou. 

Reforço   O presidente do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJ/AM), desembargador Flávio Pascarelli, vai empossar nos próximos dias cinco  juízes substitutos do último concurso, que deverão atuar no interior do Estado.