Quinta-feira, 01 de Outubro de 2020
Sim e Não

Presente de grego para nova gestão


_nibus_15E7DBE1-FA19-4A36-A79B-2B0B1438F0F4.jpg
02/08/2020 às 10:07

Um dos maiores desafios que o próximo prefeito irá enfrentar será o transporte coletivo público na capital. O que já é ruim, pode piorar. Se as previsões do Sinetram se cumprirem: o sistema vai colapsar. Isto porque, segundo o órgão, a entidade deve reduzir os salários dos rodoviários, que ainda não falaram em greve, mas já adiantaram que são contra a medida. Além disso, muito do que  foi prometido nos últimos oito anos pelo prefeito Arthur Neto, como novos ônibus, não foi cumprido.

Cavalo de troia Para o prefeiturável Chico Preto, o próximo gestor de Manaus  encontrará um sistema falido e “esculhambado”. “O transporte é um câncer em metástase. O Arthur Neto vai deixar uma tensão grande para a  nova prefeitura. Ele aumentou passagem, não abriu sistema, não chegaram ônibus novos. A gestão está terminando em cinco meses e não vimos avanços”, disse.

Folha em risco O Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Amazonas (Sinetram) argumenta que a redução dos salários dos funcionários é necessária em virtude do fim da vigência da MP federal que permitiu a redução da carga horária dos trabalhadores e passou para a União o pagamento de parte da  folha das empresas. Esse benefício acaba em agosto.

Panamazônia O empresário Jaime Benchimol e o diretor da Associação PanAmazônia, Belisário Arce, representarão a instituição no Conselho Nacional da Amazônia, comandando pelo vice-presidente Hamilton Mourão. Eles foram os primeiros a confirmar assento no Conselho.

Tapauá quer UEA O deputado Saullo Vianna (PTB) enviou requerimento, à Universidade do Estado do Amazonas (UEA), solicitando a retomada das obras do polo da universidade no município de Tapauá. Segundo relatos da comunidade acadêmica do município, as obras estão paradas há mais de cinco anos.

Saldo positivo Durante o período de isolamento social, o Tribunal de Contas do Amazonas  julgou mais de dois mil processos no Plenário Virtual. Os julgamentos foram realizados pelo Tribunal Pleno, 1ª e 2ª Câmaras nas sessões realizadas no Plenário Virtual e transmitidos, ao vivo, pelo Youtube e demais redes sociais da Corte de Contas.

Mortes maternas... O Ministério Público estadual instaurou inquérito civil para investigar as causas dos óbitos maternos ocorridos nas maternidades da cidade de Manaus e avaliar as medidas de prevenção e contenção desses casos que estão sendo adotadas pelos gestores públicos.

...podem ser evitadas A   Promotoria de Justiça de Defesa dos Direitos Humanos à Saúde Pública  considera que as causas desses óbitos (pré-eclampsia, eclampsia, hemorragias graves entre outros) são multifatoriais e que, em muitos casos, podem ser evitadas com trabalho de prevenção que impeça a evolução para um quadro clínico mais grave.

Incentivo A Região Norte receberá R$ 327,2 milhões do Ministério do Turismo para apoiar cultura durante pandemia.  Para o Amazonas será destinado o valor de R$ 66.649.294. O recurso poderá ser usado para pagamento de renda emergencial mensal aos trabalhadores da cultura – R$ 600 pelo período de três meses -,  subsídio mensal para manutenção de espaços artísticos e culturais – entre R$ 3 mil e R$ 10 mil – e iniciativas de fomento cultural.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.