Publicidade
Sim & Não

Privatização da Amazonas Energia pode ser votada hoje

16/10/2018 às 08:15
Show show amazonas energia 1 3af04506 2176 487b b9c4 da33a3c80e3e

Após sucessivos adiamentos, o Senado pode votar hoje o Projeto de Lei da Câmara (PLC) 77/18 que facilita a venda das distribuidoras da Eletrobras, informou a Agência Brasil.

O texto chegou a entrar na pauta na semana passada, mas não foi votado por falta de quorum. Das seis distribuidoras, o governo já realizou o leilão de quatro: Piauí, Acre, Rondônia e Roraima. A aprovação do projeto busca destravar o leilão da Amazonas Energia, adiado para 25 de outubro.

Dois lados

Os senadores devem escolher entre dois relatórios. O de Eduardo Braga (MDB), aprovado na Comissão de Infraestrutura, retira a AM Energia do rol de “privatizáveis”.

Receita

Com três doações partidárias registradas no segundo turno, a campanha de Amazonino Mendes (PDT) chegou aos R$ 5 milhões de receitas declaradas à Justiça Eleitoral. As doações foram feitas nos dias 08, 09 e 11 por duas legendas: PDT e PHS. 

Um terço

O PHS não integra a chapa para governo (a vice de Amazonino, Rebecca Garcia, é do PP), mas é até aqui o maior doador da candidatura à reeleição, com 32% do total.

Quase tudo

Do outro lado da disputa, Wilson Lima (PSC) recebeu do próprio partido 97% do total de receitas registradas, que é de R$ 1,5 milhão. Pela lei, os candidatos ao governo que concorrem no segundo turno podem gastar no máximo R$ 8,4 milhões na campanha toda.

Suspense

Reeleito para seu oitavo mandato consecutivo, o deputado federal Átila Lins (PP) volta de missão ao exterior no próximo dia 19. Ainda não se sabe porém se Átila, que tem força política no interior do Estado, entrará de cabeça na campanha do segundo turno.

De olho

Técnicos da Suframa explicaram ontem a diplomatas da Áustria o funcionamento da Zona Franca de Manaus. A autarquia tem planos para atrair empresas austríacas especializadas em energia solar fotovoltaica e organizará missão para Viena em 2019.

Alto nível

Um juiz, um promotor e uma defensora pública participam amanhã da Tribuna Jurídica: “Violência contra a Mulher”, no Auditório Desembargador José Jesus Ferreira Lopes, anexo ao TJAM. O evento começa às 15h e as inscrições estão abertas no site www.tjam.jus.br/esmam.

Anti-fake

O Tribunal Superior Eleitoral vai reforçar as ações de enfrentamento às fake news e passará a ter três servidores da área técnica dentro do centro que monitora a segurança das eleições. O objetivo é ajudar a PF a identificar com maior rapidez informações falsas, permitindo que o tribunal as desminta publicamente com celeridade.

Anti-fake 2

O foco do TSE, nesta ação, são as notícias falsas que têm potencial de abalar o pleito institucionalmente, como as que falam de fraudes nas urnas eletrônicas.

Colarinho

A Comissão de Constituição e Justiça do Senado analisa amanhã projeto de lei inspirado nas 10 Medidas de Combate à Corrupção, do MPF.  Proposto por Telmário Mota (PTB-RR), o projeto aumenta as penas dos crimes de estelionato e dos crimes cometidos contra a administração pública.

Hediondo

Uma das medidas propostas por Telmário é a inserção de delitos contra a administração pública na Lei dos Crimes Hediondos.