Domingo, 16 de Junho de 2019
Editorial

Problema crônico no Educandos


lixo_2D4D340F-C492-461B-916A-219E83A2C3A8.jpg
22/05/2019 às 07:53

Diversos problemas históricos se sobrepõem no bairro de Educandos, culminando com o cenário horrível que se repete todos os anos, quando a cheia faz o rio devolver toneladas de lixo doméstico descartado nas águas. Em vários pontos, quase não se pode ver a superfície da água, totalmente coberta de objetos plásticos, embalagens, garrafas e até móveis e eletrodomésticos como sofás, fogões e geladeiras. O avanço das águas ameaça invadir as casas devolvendo às residências todo tipo de lixo.

A situação é resultado, em parte pela própria história do bairro, que foi crescendo a partir da ocupação irregular da margem do rio, em área sujeita a inundação periódica. Outra questão é a coleta ineficiente do lixo naquela área, o que exigiria um sistema diferenciado, já que os carros coletores não podem cobrir toda a área do bairro por questões óbvias de acesso.

A coleta de lixo só funcionaria plenamente por lá se contasse com a participação efetiva dos próprios moradores, que precisariam deixar o lixo diariamente em locais acessíveis aos coletores. Mas para quê esse trabalho, se basta jogar o lixo pela janela, diretamente no rio? O resultado é a cena dantesca tão conhecida. Enquanto um sistema de coleta que realmente funcione não entra em operação, a Secretaria Municipal de Limpeza Pública até tenta amenizar pelo menos o problema dos móveis e eletrodomésticos descartados no rio. O programa é interessante: quando o morador tiver objetos desse tipo para descarte, deve informar a secretaria para que esta providencie a remoção dos mesmos. Porém, vários moradores relatam que já cansaram de entrar em contato pelos canais informados pela secretaria sem que ninguém aparecesse. De qualquer forma, a iniciativa é boa. Falhas sempre acontecem, mas se o serviço for aperfeiçoado, poderá ter bons resultados.

A situação dos moradores das áreas alagáveis do Educandos é muito grave, com crianças e idosos vivendo em meio ao lixo e água contaminada. A solução definitiva requer planejamento e investimento em um programa de urbanização que retire as pessoas daquela condição, acompanhado de ações concretas de educação ambiental. As pessoas precisam perceber a importância do rio para a natureza e para a vida de todos. Educação e respeito são sempre indispensáveis para solução de qualquer problema.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.