Publicidade
Sim & Não

Procurador deixa cargo por vaga no TJ

20/12/2016 às 20:39
Show mopnteiro0333

 O Procurador-geral de Justiça, Fábio Monteiro, se afastou do cargo, ontem, para concorrer a uma vaga de desembargador. O MP-AM foi comunicado essa semana pelo vice-presidente do TJ-AM, Jorge Lins, de que foi aberta uma vaga para preenchimento por membro do Ministério Público, e que o órgão precisa fazer eleição. Interessado no cargo, Fábio Monteiro se afastou. Para participar da eleição, a legislação exige que o procurador-geral deixe a função 60 dias antes do pleito.

Roteiro   A eleição no MP-AM será realizada dia 23 de fevereiro de 2017. Pela primeira vez ocorrerá de forma direta. Os seis nomes mais votados serão encaminhados ao TJ-AM, que fará nova votação, dessa vez de uma lista tríplice. Caberá ao governador José Melo (Pros) escolher um dos nomes.

Briga com os ex   Além de Fábio Monteiro, outros dois ex-procuradores-gerais de Justiça são dados como candidatos à vaga: Francisco Cruz e Otávio Gomes.

Pode crescer  O número de candidatos ao cargo de desembargador deve ser grande. Isso porque qualquer membro do MP-AM que tenha mais de 10 anos de carreira pode se candidatar.

Susto   O presidente da Assembleia Legislativa (ALE-AM), Josué Neto (PSD), declarou ontem que o volume de recursos em emendas para cada deputado surpreendeu o governo. Mas negou que os deputados tenham pressionado José Melo (Pros) a aprovar o orçamento impositivo.

Pauta pro futuro   “Claro que o governador não esperava esses R$ 5,4 milhões por deputado. Eram esperados cerca de R$ 2,5 milhões, R$ 3 milhões”, afirmou Josué. Segundo o deputado, no futuro, a Casa pode discutir os valores.

Se   Pressionado por policiais que ocupavam a Casa e exigiam o reinício da sessão, ontem, Josué Neto respondeu aos manifestantes que, se o voto dele valesse por 24, ele aprovaria logo todas as emendas e resolveria o problema de todos. Ele esperava quórum para iniciar a votação.

Devolva-me   Servidores de um deputado estadual de oposição queixavam-se ontem pelo corredores da Casa de que estavam sendo pressionados pelo próprio político a entregar para ele o ticket alimentação do mês. O benefício foi pago essa semana pela presidência da ALE-AM.

De fé 1 Ao cumprimentar os policiais e bombeiros que ocupavam as galerias da ALE-AM, ontem, a deputada estadual Alessandra Campelo (PMDB) pediu autorização para puxar um Pai Noso. Os militares a acompanharam a oração.

De fé 2  Ao observar o ato de fé da colega, o deputado estadual Serafim Corrêa (PSB) provou: “O que é isso, Alessandra? Não se faz mais comunista como antigamente”. “Sou católica. Sou devota de Nossa Senhora Aparecida”, retrucou a parlamentar, que se construiu politicamente dentro do PCdoB.

Português  No melhor estilo Michel Temer (PMDB), o deputado estadual Bosco Saraiva (PSDB) gastou a mesóclise para homenagear o colega Cabo Maciel (PR), que não participou da votação de ontem por causa de um problema de saúde com pai. “Fá-lo-ei meu discurso da bancada dele (Maciel)”.