Quarta-feira, 23 de Outubro de 2019
Sim & Não

Procuradora manifesta apoio a Adail Filho


procuradora_99BA4E21-826D-4C39-AAC8-4BB9D6B9899A.jpeg
04/10/2019 às 06:00

A Procuradora-Geral de Coari, Laura Coelho, que assumiu a prefeitura do município em circunstância da prisão de Adail Filho, postou em suas redes sociais imagens da comemoração que tomou as ruas da cidade após a concessão do habeas corpus que libertou o prefeito da prisão temporária. Nas imagens dos stories, a procuradora acrescentou textos de apoio ao prefeito. Em uma delas, a própria procuradora aparece nas comemorações da soltura de Adail Filho.

‘Verdade’ “Aqui está a verdade”, “Esses aqui conhecem a realidade” e “@adailfilho Isso aqui a Globo não mostra. Coari te ama”, escreveu a procuradora em três dos oito vídeos e fotos.

Prêmio  A Escola Estadual Nossa Senhora de Nazaré, de Manacapuru, está entre as vencedoras da votação de júri popular do prêmio “Respostas para o Amanhã”, iniciativa da Samsung que apoia projetos de investigação e experimentação científica e/ou tecnológica desenvolvidos por alunos do ensino médio de escolas públicas.

Escamas Por conta da atividade de pesca desenvolvida na comunidade, os alunos perceberam que as escamas dos peixes são  descartadas por indústrias e feiras livres em rios e calçadas, provocando impacto ambiental.

Fibra Com o objetivo de reaproveitar esse material, os alunos fizeram diversas análises em laboratório do peixe aruanã e detectaram que a fibra das suas escamas é muito semelhante ao algodão em consistência, podendo ser utilizada em bandagens curativas.

Irregular A equipe da Gerência de Fiscalização do Instituto de Proteção Ambiental do Amazonas (Ipaam) identificou, na manhã de ontem, um aterro irregular na sede da empresa Sharp do Brasil, avenida Buriti, no Distrito Industrial. Pelo menos 700 toneladas de resíduos aterraram uma piscina de grande porte no local.

Multa Os responsáveis pelo local já foram identificados e serão autuados por lançar resíduos sólidos em desacordo com as exigências estabelecidas em atos normativos do Estado. Além disso, eles foram multados. O valor pode chegar a R$ 1 milhão e a empresa terá que remover e dar destino adequado aos resíduos.

Novo nome A mudança de nome da avenida Domingos Jorge Velho, no bairro Dom Pedro, vai ser tema de uma audiência pública, hoje, às 10h, na Câmara Municipal de Manaus (CMM). A alteração cumpre recomendação legal do Ministério Público Federal (MPF), tendo em vista a referência à personalidade histórica escravista.

Bandeirante O bandeirante paulista Domingos Jorge Velho se notabilizou por caçar índios e por comandar uma campanha contra o Quilombo dos Palmares, na região Nordeste.

Reparação De acordo com o MPF, a mudança do nome de bem público que homenageia transgressores de violações de direitos humanos, além de ser uma forma simbólica de reparação às memórias das vítimas da escravidão, é um meio de reconhecimento do dever das instituições públicas de adotar medidas de repressão ao racismo, à intolerância e a toda forma de discriminação racial negativa.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.