Publicidade
Sim & Não

Promotoria investiga denúncia de ‘cabide de emprego’ na Suhab

25/07/2017 às 22:32 - Atualizado em 25/07/2017 às 22:59
Show suhab

Está nas mãos da promotora Wandete de Oliveira Netto a  denúncia de que a Suhab estaria servindo de cabide de emprego para abrigar “cabos eleitorais” da campanha de Rebecca Garcia (PP) e que servidores comissionados foram desligados, a mando do governador David Almeida (PSD), por não aceitarem fazer campanha para a candidata. O Ministério Público Estadual decidiu investigar a fundo a veracidade das acusações, formalizadas ao órgão há duas semanas.

Apuração O procurador-geral do MPE, Fábio Monteiro, que encaminhou a queixa dos ex-servidores da Suhab para a 78ª Promotoria de Proteção ao Patrimônio Público, disse que as denúncias são graves e que serão investigadas “com zelo e celeridade”.

Aviso “Funcionário público tem que ser avaliado pela qualidade do serviço que presta, não por filiação ou pensamento ideológico partidário, e muito menos ser punido por quem quer que seja. Se a denúncia se confirmar, as medidas cabíveis serão tomadas”, disse Fábio Monteiro.

Regras Em nota, a Secretaria de Comunicação do governo do Estado disse ser “inverídica” a informação de que servidores comissionados Suhab foram exonerados por se negarem a fazer campanha para Rebecca Garcia. A nota diz que um decreto assinado por David Almeida disciplina as atividades de agentes públicos no período eleitoral e veta campanhas em órgãos públicos. 

Reforço Após curtir férias na Ásia com a família, o deputado federal Átila Lins (PSD) retorna ao Amazonas esta semana e ‘cai de cabeça’ na campanha de Eduardo Braga (PMDB) ao governo do Estado.

Outro Átila é mais um membro do PSD, sigla comandada pelo senador Omar Aziz no Amazonas, a remar contra a orientação do partido, que apoia a candidatura de Amazonino Mendes (PDT). O presidente licenciado da Assembleia e governador interino David Almeida, do PSD, faz campanha para Rebecca Garcia com outros membros da legenda. 

Visita O presidente do TSE, ministro Gilmar Mendes, passa a manhã inteira de hoje em reunião com a cúpula da Justiça Eleitoral no Amazonas para conhecer a estrutura montada pelo TRE para a eleição suplementar. Ele concederá entrevista coletiva às 11h30, conforme informou a direção do órgão. 

Problema 1 Dulce Almeida, responsável pela liberação das nomeações do Estado na Casa Civil, vem deixando secretários estaduais em maus lençóis. Pastas como a Susam e a Sepror, e órgãos como a Ouvidoria, Ipaam, Idam, entre outras, aguardam há quase dois meses pela publicação da nomeação de cargos comissionados.

Problema 2 A folha de julho fechou no dia 20 e será o terceiro mês que aliados que começaram a trabalhar em maio não receberão. Muitos estão sendo mandados de volta para casa, por falta de salário, já que não foram nomeados.

Recuo O candidato ao governo Eduardo Braga (PMDB), que planejava, se eleito, transferir da Cidade Universitária da UEA para o local onde hoje fica o aeroclube de Manaus, mudou de ideia. Disse ontem à TV A Crítica que o assunto será discutido por meio de um “plebiscito”.