Publicidade
Sim & Não

Propaganda antecipa briga na Assembleia Legislativa

02/09/2016 às 11:37
Show sinesio

A participação de deputados estaduais na disputa pela Prefeitura de Manaus tem se convertido em uma espécie de pré-campanha deles à Assembleia Legislativa para 2018, principalmente no interior do Estado. Isso porque há repetidoras 
dos sinais de emissoras da capital exibindo os programas eleitorais dos candidatos à Prefeitura de Manaus. Acusando o ciúme e questionando se o ato é legal, o deputado petista Sinésio Campos fez a reclamação ontem, na tribuna da Casa.

Prévia pra 2018  

Sete deputados estaduais disputam as eleições municipais. Cinco deles no pleito de Manaus. Três candidatos a prefeito e dois a vice-prefeito.

Quase 100%  

Falando em Sinésio, o petista diz que tem feito reuniões nos bairros e pedido voto ao companheiro José Ricardo, candidato do partido a prefeito em Manaus. “Só não subi na Kombi dele até agora”, brinca o parlamentar.

Conte-me  

O secretário de Saúde Pedro Elias (Susam) foi convidado pelo procurador-geral de contas do Estado, Carlos Alberto Souza de Almeida, a ir ao TCE-AM explicar as razões e intenções do governo com o decreto de emergência econômica no sistema estadual de Saúde.

Plano perfeito

Na reunião, Pedro Elias disse que o decreto aproxima os cofres do governo de recursos federais. E garantiu que mesmo com a criação de um gabinete de crise com a participação de outras pastas, a gestão dos serviços de Saúde continua na Susam. 

Pra começar  

O primeiro valor que o Ministério da Saúde vai repassar ao Amazonas pós-decreto será o de R$ 30 milhões. A Susam vai aplicar a verba no atendimento de alta complexidade.

É hoje  

Está na mesa de José Melo (Pros), só esperando assinatura, o decreto chamando 1.752 concursados da Susam. Segundo a Casa Civil, o governador chega hoje de Brasília, e à tarde a lista estará no Diário Oficial do Estado (DOE), na Internet.

Quase nota 10  

O candidato do SD, Henrique Oliveira, se arriscou em fazer seu mais recente programa eleitoral, de 25 segundos, usando a Língua Brasileira de Sinais (Libras). Quem conhece a linguagem, diz que algumas frases do prefeiturável seguiram a estrutura da  Língua Portuguesa, diferente da Libras. 

Um ou outro  

Ainda sobre esse assunto, o candidato do PSB, Serafim Corrêa, diz que o Ministério Público não pode pressionar os candidatos para que exibam seus programas eleitorais com tradução para Libras. Segundo o político, a legislação diz que a linguagem pode ser substituída por legenda. Ele tem feito isso.

Tarefa árdua  

Relator do novo texto da lei da piscicultura em tramitação na ALE-AM, o deputado estadual Dermilson Chagas (PEN) diz que a missão dele e dos colegas é emendar a matéria até a medida em que a legislação equilibre interesses ambientais e econômicos.

Tudo pronto

A Mesa Diretora da ALE-AM apresentou um projeto de lei instituindo um fundo de fomento na Casa. É lá que vai cair metade do dinheiro que o TCE-AM arrecada com multas aplicadas em gestores que tem irregularidades apontadas em suas prestações de contas.