Publicidade
Sim & Não

Propina pré-paga e até parcelada

15/04/2017 às 16:45 - Atualizado em 15/04/2017 às 16:46
Show pf odebrecht

A cada arquivo de depoimento dos delatores da Lava Jato, aberto pela imprensa, fica evidente o saque coletivo e desenfreado promovido por políticos de todas as matizes às contas públicas. O ex-presidente Lula, conforme Marcelo Odebrecht, tinha uma “conta de crédito” com a empresa no valor de R$ 40 milhões. Eduardo Cunha recebeu em propina R$ 19,7 milhões parcelada em 36 vezes. Michel Temer atuou em reunião em que o PMDB se vendeu por  US$ 40 milhões.

Sem preconceito

Assim como no resto do País, a investigação da Lava Jato mostra que no Amazonas o dinheiro sujo também rompia as filosofias partidárias: alcançava de comunistas a tucanos. 

Socialismo 

O enfrentamento entre PCdoB e PSDB na disputa pela Prefeitura de Manaus, em 2012, faz parte da investigação. É nessa campanha que o ex-presidente e fundador da Odebrecht Ambiental, Fernando Luiz Ayres, disse que socializou o dinheiro do ‘Departamento de Propinas’ com a  nobre senadora Vanessa Grazziotin.

Cavalheiro

Conforme o inquérito aberto pelo ministro do STF Edson Fachin, foi o marido de Vanessa, Eron Bezerra, que participou de reunião para negociar o repasse não contabilizado na campanha em que ela enfrentou o atual prefeito Artur Neto.

Tradução

Observador atento da cena política estranhou não só o tom de despedida de Artur- Kimono, logo após aparecer na Lista de Fachin, como também a expressão “mesquinha”, usada por ele ao se referir à acusação de que recebeu propina de R$ 300 mil. A dúvida é se o tucano considerou o valor baixo.

Silêncio

Junto e misturado nas citações de delatores da Lava Jato, os senadores Eduardo Braga (PMDB) e Omar Aziz (PDS) silenciaram sobre o assunto em suas redes sociais. Braga, aliás, aproveitou para comemorar o “Dia do Beijo”. Postou foto beijando a ex-primeira-dama do Estado, Sandra Braga. 

Rumo ao Senado

O deputado federal Silas Câmara (PRB) cumpriu uma agenda frenética na última semana, voltada, especialmente, para atender políticos do interior do Estado. Teve encontro com o ex-prefeito de Anamã, Jecimar Pinheiro, com o padre Carlos Góes, ex-prefeito de Maués, e com o ex-prefeito de Manacapuru, Jaziel Nunes, o “Tororó”.

Articulação 

Silas Câmara ainda se reuniu com a ex-prefeita de Benjamin Constant, Iracema Maia, e também recebeu o coronel Francisco  Bergson, que atua em Novo Aripuanã, para discutir “temas de interesse do povo” daquele município. E ainda teve tempo  de lançar o pastor Antônio Alves como pré-candidato a deputado estadual. Tudo devidamente postado.

Posto

O deputado federal Átila Lins foi nomeado pela segunda vez secretário de Relações Internacionais da Câmara dos Deputados. Indicado pelo PSD, ele assume o cargo amanhã. A nomeação foi feita pelo presidente da Câmara Federal, Rodrigo Maia.

Rasantes

A Assembleia Legislativa do Amazonas (ALE/AM) promove audiência pública amanhã para discutir a transferência do  Aeroclube de Manaus para área fora da zona urbana da cidade. O debate terá a participação de  autoridades do segmento e moradores vizinhos ao aeroporto.