Domingo, 01 de Agosto de 2021
Editorial

Reação à criminalidade


show_show_WhatsApp_Image_2019-02-11_at_12.32.57_336C20E1-1A3D-42F4-99BF-FF13BE4AA73B.jpeg
07/06/2021 às 07:52

Os atos de vandalismo ocorridos em Manaus ao longo do domingo não podem ficar impunes. Não podem ser banalizados e vistos como “episódios normais” na vida de uma metrópole. A capital do Amazonas ganhou as manchetes do País ao ser palco de ações criminosas em série que transformaram a cidade em uma zona de guerra. O que se viu no último final de semana foi algo extremamente triste, revoltante e preocupante. Os ônibus foram retirados das ruas, deixando as pessoas sem transporte público, restaurantes e igrejas não abriram as portas. Um clima de medo espalhou-se pela cidade. A sociedade amazonense demanda uma resposta enérgica por meio das forças de segurança. E é o que está ocorrendo neste momento. 

Importante ressaltar que as ações criminosas foram uma resposta à ação repressiva da polícia, após empreender a operação que resultou na morte de uma figura expressiva na hierarquia da criminalidade. Os bandidos quiseram, então, dar uma demonstração de força, lançando a onda de vandalismo sobre Manaus, Parintins e Careiro , incendiando veículos, máquinas e depredando prédios. 

Mas a sociedade amazonense não se renderá à criminalidade, não baixará a cabeça. O Amazonas está reagindo na forma da lei. Não seremos reféns. As forças de segurança estão nas ruas e as polícias civil e militar estão atuando de maneira conjunta para assegurar a plena segurança dos cidadãos. Alguns suspeitos já foram presos e mais prisões devem ocorrer. Manaus não pode entrar para o rol de cidades onde impera o poder paralelo do crime.

A resposta não pode se restringir à ação das polícias, toda a sociedade repudia com veemência a atuação de criminosos que tentam intimidar Manaus e cidades vizinhas. Mas o crime não há de prevalecer. As pessoas e as instituições devem unir as mãos e levar às autoridades quaisquer informações que possam contribuir para o combate aos criminosos. No entanto, para fazer frente a esse ataque, é preciso levar em conta que os autores do vandalismo visto no final de semana são membros de uma organização criminosa com tentáculos em todo o País. Por essa razão, as ações de enfrentamento não podem ser apenas pontuais. A resposta precisa ter máxima contundência, se necessário, com apoio de forças federais.
 


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.