Publicidade
Sim & Não

Rearranjo de forças contra Artur

04/08/2016 às 22:01 - Atualizado em 05/08/2016 às 00:36
Show tyutyutyutyutyu

O senador Omar Aziz (PSD) e o ex-deputado estadual Marcelo Ramos (PR) conduzem e podem se tornar os rostos do rearranjo de forças que agora se volta contra a campanha de reeleição de Artur Neto (PSDB). Os dois políticos passaram a noite desta quinta-feira (4) tratando do contra-ataque à chapa formada pelo tucano e o deputado federal Marcos Rotta (PMDB). A decisão do grupo, e a possível aliança com o PR, sai nesta sexta-feira (5), quando o grupo de Omar e o governador José Melo fazem suas convenções.

Um nome  

Com Omar e Alfredo Nascimento e Pauderney Avelino (DEM) convictos de que Marcelo Ramos pode mesmo encabeçar a chapa contrária a Artur, restava chegar ao nome de um vice que não desafinasse tanto os planos do PR e do PSD.

Aliviado  

Depois de não ser confirmado vice na chapa de Artur, o presidente da ALE-AM, Josué Neto (PSD) andou postando mensagens de autoajuda nas redes sociais. Uma delas: “Nem tudo são perdas. Algumas coisas são livramento”.

 

Uma foto publicada por Josué Neto (@josueneto) em

Dos males... 

O presidente municipal do PMDB e vereador Marcel Alexandre afirmava nesta quinta que, apesar de todas a dificuldades que a aliança da sigla com o PSDB traz para quem passou os últimos três anos e meio batendo em Artur, a situação dele ainda é melhor que a da colega de partido, a deputada estadual Alessandra Campelo.

...o menor 

“Ela tem vídeos gravados criticando o Artur”, brincava Marcel, nesta quinta, no final do anúncio oficial da aliança. Marcel dizia ainda estar zonzo com os acontecimentos, que o pegaram de surpresa. Segundo o peemedebista, se for para manter o PT fora do planalto, ele entende o acordo local e sacrifica a coerência.

De palavra 

Provocada por colegas na ALE-AM, Alessandra dizia quarta-feira, 3, que não retirará nenhuma crítica que fez a Artur até aqui.

Ser ou não ser 

De candidato a vereador pelo PMDB depois de confirmada a aliança com Artur: “Ficou difícil, porque estou há seis meses na periferia fazendo campanha batendo no prefeito”.

Amigos, amigos... 

O secretário municipal de Saúde Homero de Miranda Leão (PSDB) diz esperar que o colega Pedro Elias, titular da Susam, não fique zangado com ele. Isso porque o prefeito deu sinais, nesta quinta, de que vai pesar a mão quando falar nos problemas no setor de saúde da capital.

Só no papel 

Servidores do Inpa estranharam o anúncio de que a convenção da Rede Sustentabilidade, nesta sexta-feira (5), será realizada na sede do instituto. Lembravam que no dia 5 de maio o presidente do órgão, Luiz Renato França, baixou uma portaria proibindo manifesto ou reunião política no local.

Treinados pra bater 

Se as candidaturas de Luiz Castro (Rede) e Marcelo Ramos forem confirmadas nesta sexta-feira, as eleições dessa ano terão os três oposicionistas na legislação passada na ALE-AM candidatos a prefeito. O terceiro é José Ricardo, do PT.

Pra não errar 

Está no site do TRE-AM pronto para ser baixado um manual da propaganda eleitoral. O documento faz um resumo do que pode e do que não pode. O material foi produzido por Fued Cavalcante, coordenador da comissão de fiscalização da propaganda. Confira aqui.

Melhor não 

Recuperando-se da recaída de uma virose, o governador José Melo (Pros) foi desaconselhado por médicos a não ir para a Arena da Amazônia. Ele ficou em casa.

Reforço

O Fundo de Promoção Social (FPS) do Governo do Estado vai repassar para a Secretaria Estadual de Saúde (Susam) recursos na ordem de R$ 3 milhões. Gerido pela primeira-dama Edilene Gomes de Oliveira, o FPS já destinou à saúde este ano R$ 13 milhões.