Publicidade
Sim & Não

Recurso de Melo está na pauta do TSE

08/10/2016 às 20:59
Show melo03

O ministro Napoleão Nunes Maia Filho incluiu na pauta do Tribunal Superior Eleitoral (TSE)  o recurso do governador José Melo (Pros) que tentar anular a cassação do mandato dele. A inclusão do Recurso Ordinário na lista de processos prontos para serem votados ocorreu dia 7. Em setembro, o relator incluiu o caso entre os que seriam analisados por ele com preferência. O pedido de preferência foi feito pelos advogados do senador Eduardo Braga (PMDB), autor da ação.

Contando. A expectativa é que o caso seja analisado pelo pleno do TSE nos próximos dias. Mas isso só ocorre depois de passados cinco dias úteis de publicada a pauta no Diário Oficial.

Longo.  Consultados pela coluna, advogados que acompanham o caso acreditam que o processo é do tipo que levará mais de uma sessão para ser julgado. Isso porque haverá várias sustentações das defesas e, provavelmente, pedido de vistas.

Nulidade.   Melo pediu ao TSE a anulação das provas coletadas pela Polícia Federal no seu comitê de campanha durante uma reunião da empresária Nair Blair com pastores evangélicos.

 Não quis. Declarando-se ‘sem lado’ nesse 2º turno, o deputado federal Hissa Abrahão (PDT) diz que não faltou convite para ele vestir uma camisa.

 Deixa. Ausente do anúncio de Hissa, o vice dele, deputado estadual Adjuto Afonso (PDT), diz que aguardava a decisão do colega de chapa para “tomar um rumo” também.

 Tem lado. Adjuto estava ontem em Belém. De volta a Manaus, na segunda, 10, ele afirma que divulgará para quem vai pedir voto na segunda fase das eleições.

Uma ave por vez.   Reeleito, o vereador Plínio Valério (PSDB) tirou o fim de semana para pescar no rio Urubu. Segunda-feira, o parlamentar diz que entra de cabeça na campanha do prefeito Artur Neto (PSDB), acompanhando o tucano em caminhadas.

Racha. Um dos motivos das brigas entre os vereadores na CMM essa semana foi a faxina que parlamentares da base fizeram no grupo de Whatsapp formado exclusivamente por governistas e eleitos.

Comparando. Francisco da Jornada (PSD), que não foi reeleito, não gostou de ter o nome removido do aplicativo. Ao tirar satisfação com Walfran Torres (PTN), ele pediu respeito do colega, afinal, teve o triplo dos votos dele.

Tá avisado. O comunista Luiz Navarro (PCB) vai orientar a militância a votar nulo no 2º turno em Manaus. Quem confirma a informação é a professora Selma Navarro (PCB), esposa dele.

Barreira dos números. Dificuldade enfrentada pela Susam para resolver a questão dos salários atrasados dos terceirizados: falta de informação sobre quantos são, quem são e quanto ganham os empregados da empresas contratadas pela O.S. Novos Caminhos.

É o que falta.  Durante a semana, praticamente todos os esforços do governo foram para levantar as informações. Segundo o procurador-geral do Estado, Clóvis Smith, concluído esse levantamento, os pagamentos poderão ser regularizados.