Terça-feira, 19 de Novembro de 2019
Sim & Não

São Gabriel premiado nos EUA


sao_gabriel_2944711B-165A-45DE-A5E7-A4F531F53FD3.JPG
08/11/2019 às 06:42

O município de São Gabriel de Cachoeira ficou em segundo lugar no prêmio “Campeões Contra a Malária 2019”. A premiação, realizada pela Organização Mundial da Saúde (OMS) – órgão da Organização das Nações Unidas (ONU) -, e Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS), foi realizada na sede da instituição, em Washington (EUA). O prefeito de São Gabriel, Clóvis Saldanha, e o secretário de Saúde do município, Fábio Sampaio, receberam o prêmio.

Controle   O trabalho premiado consistiu no projeto de controle da malária esse ano. Em 2018, o município sofreu uma forte epidemia da doença, o que obrigou órgãos locais como a Secretaria Municipal de Saúde, Fundação de Vigilância em Saúde (FVS) e Exército Brasileiro a se unir para combater a doença. 

Resultado   A situação foi contornada com o trabalho de controle vetorial, identificação das áreas infestadas pela malária e o tratamento dos doentes. O resultado, além de conter o surto, foi a premiação chancelada pela ONU.

Defesa   Muito embora tenha instaurado inquérito para apurar a conduta da promotora Simone Martins de Lima em suposto abandono da comarca de Humaitá, ato publicado no Diário Oficial da instituição na última quarta-feira, o Ministério Público do Estado do Amazonas (MPE-AM) enviou, ontem, nota à coluna em defesa da promotora. 

Esclarecimento   A nota afirma que “a promotora de Justiça Simone Martins de Lima atuou no desempenho de sua missão institucional com zelo, responsabilidade e presteza”. Esclarece ainda que na cidade de Humaitá, “onde era titular da 1ª Promotoria de Justiça local, ampliou atribuições suportando os encargos decorrentes da ausência de outros operadores do direito na Comarca.” 

Esclarecimento 2  De acordo com a nota, no início desse ano, depois do recesso forense, a promotora, por ser uma das mais antigas do interior, foi promovida para Manaus e, em setembro assumiu a titularidade da 103ª Promotoria de Defesa da Dignidade Sexual de Crianças 
e Adolescentes.

Fenaj   A Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj) emitiu nota em solidariedade ao jornalista Glenn Greenwald e em repúdio à agressão física que ele sofreu por parte do também jornalista Augusto Nunes, ocorrida ontem em programa de rádio transmitido ao vivo em rede nacional.

Crítica   Na nota, a Fenaj também critica a empresa por ter convidado Greenwald a comparecer a um de seus programas sem avisá-lo antecipadamente da presença de Nunes, autor de ataques pessoais ao jornalista e à sua família.

Me chamem    Ainda sobre o episódio da agressão, muito repercutido nas redes sociais, o juiz amazonense Luís Carlos Valois postou: “O Pânico bem que podia me chamar para uma entrevista com um boslsominion bem raivoso desses”.

Jiu-jitsu   Em resposta à postagem de Valois, a filósofa e escritora Márcia Tiburi perguntou: “Como é mesmo o nome da luta na qual você é mestre?”. O juiz respondeu: “Jiu-jitsu, querida Márcia... Nunca pensei que ele fosse ser útil para outra coisa, além do esporte, mas...”.
 


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.