Publicidade
Editorial

Solidariedade em favor da vida

17/02/2019 às 05:18
Show 14 6b7e5ac6 05dc 44ea 8fdf 9b4f03a1ae3d

A dor alheia é, via de regra, mal compreendida. E não poderia ser de outra forma. Como bem constatou o filósofo alemão Martin Heidegger, cada ser está por si só, sozinho no mundo. Ele não se referia à falta de  companhia, mas à solidão inevitável com nossos próprios pensamentos, sentimentos, alegrias e dores. Não é possível compartilhar a dor, cada um enfrenta a sua da forma que puder. Mas isso não nos impede de sermos solidários e ajudar a aliviar a dor dos outros, o que pode, inclusive, nos ajudar a superar as nossas. 

Levantamento realizado pelo Ministério da Saúde e pela Universidade de Brasília constata que a taxa de suicídios entre jovens e adolescentes passou de 4,8 a cada 100 mil em 2012 para 5,8 em 2016. Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), o Brasil é o 8º país com o maior índice de suicídio no mundo, a maioria dos casos ocorre entre jovens de 15 e 29 anos. Suicídio é um problema de saúde pública que precisa ser enfrentado também com políticas adequadas e com a mobilização da sociedade.

No Amazonas, uma iniciativa importante é o Núcleo de Apoio à Vida Manaus (Navima), que está tentando implantar o “Como Vai Você” (CVV) em Manaus. O serviço voluntário que oferece, de forma gratuita, apoio emocional para as pessoas que querem e precisam conversar, já opera em várias cidades com bons resultados na prevenção do suicídio. Em Manaus, porém, o Navima tenta implantar o serviço presencial desde 2017. O problema é o de sempre:  falta de apoio.   

Pelo menos já existe um local definido. O posto do CVV funcionará no Hospital da Criança, no bairro da Cachoeirinha, Zona Sul da cidade. Mas ainda falta todo o aparelhamento: materiais de escritório, divisórias para construção das cabines de atendimento, computadores etc. É aí que entra a solidariedade. O Navima criou uma “vaquinha virtual” para angariar recursos por meio de doações. Quem quiser doar qualquer valor pode acessar o site “Vakinha.com.br” e pesquisar “Instalação do Posto do Centro de Valorização da Vida em Manaus”. A meta é arrecadar R$ 5 mil. Por enquanto, há pouco mais de R$ 400. Mas o grupo está otimista, a instalação do posto físico do CVV já esteve mais distante. A depressão está entre os motivos que levam uma pessoa  a tirar a própria vida. Conversar com alguém disposto a ouvir pode fazer toda a diferença.