Publicidade
Editorial

Soluções urgentes

23/07/2016 às 15:04
Show show 2016 06 08 photo 00000168

A semana que passou foi marcada pela insegurança, com morte de inocentes em decorrência da ação de bandidos. Uma jovem batalhadora teve seus sonhos interrompidos de forma trágica durante troca de tiros entre policiais e assaltantes, pessoas são assaltadas e mortas dentro de ônibus e a de violência doméstica, especialmente envolvendo crianças e adolescentes, têm sido cada vez mais frequente. Como se não bastasse, um grupo de aloprados - incluindo um integrante de Manaus - resolveu bancar os terroristas. Felizmente, a ação foi frustrada pela ação da Polícia Federal.

Certamente, a segurança é um dos principais desejos dos moradores de Manaus nos últimos tempos. Entrar no ônibus sem medo de ser vítima de violência, esperar o coletivo nas paradas sem o risco de ser surpreendido por um arrastão, dirigir tranquilamente sem a possibilidade de ser atingido por uma bala perdida. Infelizmente, nos dias de hoje em Manaus, esse panorama é uma utopia. Mas não pode ser visto dessa forma, como algo inalcançável. A segurança precisa ser uma meta perseguida incansavelmente. É algo que precisa ser feito de modo integrado, por meio de uma parceria entre o poder público e a população.

Uma estratégia urgente precisa ser desenvolvida e posta em prática para evitar que mais vidas se percam e as pessoas possam viver em Manaus livres do medo.

A pré-campanha eleitoral segue a todo vapor, com pretensos candidatos promovendo eventos para discutir os “problemas de Manaus”. Nesses eventos, a questão da segurança é sempre posta em destaque. De repente, todo mundo tem soluções práticas e inteligentes. Todos manifestam extrema preocupação com o assunto que é dos mais sérios. O debate é sempre bem-vindo, a proposta de alternativas faz parte da busca por melhorias. Mas é facilmente perceptível que essa “onda de discussões populares” é, em sua maioria, mera consequência da campanha eleitoral, com objetivo único de colocar candidatos em evidência.

Disso Manaus não precisa. A segurança, assim com a saúde e a educação, são assuntos sérios demais para serem reduzidos a meras bandeiras de campanha. Espera-se que a população saiba diferenciar o discurso vazio do real compromisso com a cidade. Os problemas de Manaus, especialmente a insegurança, pedem soluções urgentes.