Publicidade
Sim & Não

Tabosa dispensa mandato de vereador

01/09/2016 às 11:56 - Atualizado em 01/09/2016 às 12:05
Show sdsdf

Livre para retomar o mandato de vereador que a Justiça impediu que exercesse, o empresário e apresentador de TV, Ronaldo Tabosa (PP), diz que agora não quer mais. “O povo me escolheu para ficar quatro anos, não três meses”, declarou o político à coluna.

Saia justa

Com tanta demora nessa guerra de liminares, se Tabosa quisesse ocupar uma cadeira na CMM agora, quem deixaria o cargo seria a colega dele de partido, Pastora Luciana (2ª suplente), e não mais Glória Carratte (1ª suplente).

Jornada dupla

Em entrevista à coluna, Tabosa diz que fatos como o que aconteceu com ele explicam o descrédito da política e da Justiça junto à população.

 

Na consciência?

O senador Eduardo Braga (PMDB) votou a favor do impeachment de Dilma Rousseff (PT), mas na votação para cassar os direitos políticos da petista, disse “não”.

Livre

Ao lado de Vanessa Grazziotin (PCdoB), o ex-ministro de Dilma foi um dos 42 senadores que preferiram manter a ex-presidente com os direitos políticos. A decisão permite que a petista já dispute até as próximas eleições, se quiser.

Se dá em Chico...

Único senador do Estado a votar pela ficha suja de Dilma, Omar Aziz (PSD) diz que a decisão do Senado em tirar a petista do poder, mas mantê-la elegível, abre precedente para a Câmara dos Deputados fazer o mesmo com Eduardo Cunha (PMDB).

Lógica...

Para o vereador petista Waldemir José, Manaus está fadada ao esquecimento, posição que lhe restava nos governos que antecederam a gestão do PT. “Nos 13 anos do PT, assistimos recursos chegando na Prefeitura de Manaus como nunca antes”, disse.

Lógica...

A juíza da 2ª Zona Eleitoral Jaci Atanázio condenou um doador da campanha a deputado estadual de Luiz Castro (Rede), em 2014, a pagar multa de R$ 5,9 mil, por ter doado além do que podia.

...reversa

Jamil Chaar doou R$ 8 mil ao deputado, R$ 1.186 a mais do que poderia. O curioso é que o valor da multa vai para o fundo partidário, que pode ser usado justamente para bancar a campanha este ano.