Quarta-feira, 08 de Julho de 2020
Pinga Fogo

Troca na Suframa foi decisão técnica e sem relação com 'Centrão'


menezes_5D1ED515-0843-4559-9AE5-2C792BD72D64.jpg
02/06/2020 às 11:10

A exoneração do coronel Alfredo Menezes do comando da Superintendência da Zona Franca de Manaus - ainda não publicada no Diário Oficial da União - é uma decisão técnica do presidente Jair Bolsonaro. 

A CRÍTICA apurou que a troca não faz parte do pacote de concessões de cargos ao chamado ‘Centrão’ em troca de apoio político - como aconteceu recentemente com a mudança da presidência do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE). A decisão  na Suframa teve como motivo principal a necessidade de colocar alguém mais ajustado tecnicamente ao posto. 

No lugar de Menezes, assumirá como superintendente da Suframa  o atual chefe do Centro de Operações do Comando Militar da Amazônia, General Algacir Polsin. 

Para o coronel Menezes, aliado de primeira hora do presidente Bolsonaro, caberá a pasta da Secretaria Nacional da Amazônia, ligada ao Ministério do Meio Ambiente - o que é visto internamente como uma demonstração de que não há qualquer insatisfação pessoal do presidente com Menezes. 


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.