Publicidade
Sim & Não

Vem aí uma auditoria ‘federal’ na folha do Estado

06/03/2018 às 22:19 - Atualizado em 06/03/2018 às 22:22
Show whatsapp image 2018 03 06 at 20.17.30

Acordo de cooperação técnica que será firmado entre o governo do Estado e a Auditoria-Geral do INSS permitirá um raio-x na folha de pagamento do serviço público estadual, a fim de detectar inconsistências. O acordo será selado no mês que vem. A lupa da auditoria vai se concentrar, entre outras coisas, na possível acumulação ilegal de cargos e aposentadorias. O convênio vai possibilitar a troca de dados e cruzamento da folha de pagamento de servidores ativos, inativos e pensionistas. 

Alerta   Conforme dados da Sead, responsável pelo acordo com o INSS, a relação entre os gastos com o funcionalismo público estadual e as receitas líquidas chegou a um patamar preocupante em 2017.

Peso   Atualmente, o Estado gasta 47,78% das receitas líquidas para o pagamento de servidores. A última folha do governo do Estado somou R$ 491 milhões. O AM tem hoje 77,6 mil servidores ativos, 25,3 mil inativos e 6,3 mil pensionistas.

Aprovado  O controle da folha via cruzamento de dados já é feito por 13 Estados em parceria com o INSS. O Amazonas entrará nesse processo sem nenhum ônus. A secretária de Administração, Angela Bulbol, apresentou a proposta do acordo na tarde de ontem ao governador Amazonino Mendes, que aprovou a ideia.

Tiro  O vice-governador Bosco Saraiva, titular da SSP/AM, foi o pivô de um arranca-rabo entre os  deputados estaduais Cabo Maciel (PR) e Dermilson Chagas (PEN), no plenário da Assembleia, ontem. 

Porrada  Aos berros, Maciel subiu à tribuna para dizer que a Bosco falta “habilidade” para tratar com a PM. “Não tem um secretário de Segurança. Tem um político fazendo política na secretaria. Não é Livezinha (ao vivo no Facebook) que vai fazer o povo se sentir seguro”, disparou. 

E bomba Ao defender o governo, Dermilson disse que “instigar ódio” não colabora. Ele lembrou das concessões do Estado à PM, mas foi interrompido por um grito de Maciel: “Não  fez mais que a obrigação”. Dermilson replicou: “Se a carapuça  serviu, vá ali ao banheiro e tire”. Maciel ameaçou: “Vou é aí para perto  do senhor”. Dermilson devolveu: “Esse discurso  é coisa de gente doente”. 

Tudo certo   O prefeito Arthur Virgílio Neto (PSDB) dá como certa a vitória no plenário do TRE/AM. Crê que a maioria dos juízes seguirá o voto divergente rubricado por Marco Antônio Pinto da Costa, que pede 
sua “absolvição sumária”.  

Placar  O tucano é julgado por falsa declaração de bens à Justiça Eleitoral. O relator do caso, Bartolomeu Júnior, defende a condenação de Arthur. O julgamento parou em 1 x 1 quando a juíza federal Marília Gurgel 
pediu vistas. Pode haver um desfecho na sessão de hoje. 

Cutucão  O deputado estadual Sabá Reis (PR) provocou ontem o Ministério Público de Contas (MPC) a investigar os motivos que levaram à paralisação de obras em ramais no município de Autazes. 

Escolha  O deputado Serafim Correa (PSB) participa hoje da eleição do novo conselho diretor da Fundação João Mangabeira (FJM), no DF. A entidade, sem fins lucrativos, foi criada pelo PSB em 1990. Tem como fim a formação política socialista e a elaboração de políticas públicas.