INVESTIGAÇÃO

Câmara de Parintins vai apurar protesto que resultou em incêndio no Curral do Garantido

Casa Legislativa afirma que Garantido e Caprichoso ainda não prestaram contas dos gastos com recursos públicos

Waldick Júnior
online@acritica.com
09/07/2022 às 14:24.
Atualizado em 09/07/2022 às 14:25

Galpão do Boi Garantido tem sido palco de inúmeras manifestações por conta do atraso no pagamento de artesãos (Foto: Keynes Breves/ Folha de Parintins)

A presidente em exercício da Câmara de Parintins, Vanessa Gonçalves (PP), afirmou ao A CRÍTICA que a Casa Legislativa irá apurar o protesto que culminou em um princípio de incêndio no curral do Garantido, na noite desta sexta-feira (8). A vereadora afirma que a Câmara ainda não recebeu a prestação de contas solicitada em 17 de maio aos bois Garantido e Caprichoso acerca dos recursos públicos recebidos pelas associações. 

“Enquanto Presidente em Exercício da Câmara Municipal de Parintins, estamos cientes dos fatos ocorridos na Cidade Garantido no dia 08 de julho de 2022, manifestações e protestos estes que culminaram com princípio de incêndio no Curral do Bumbá por parte de trabalhadores que cobravam seus pagamentos”, disse Vanessa, em nota. 

A parlamentar ressalta que a Câmara de Parintins está em recesso, porém, irá “apurar essa situação no retorno dos trabalhos e sessões em plenário”, previsto para 25 de julho. A preocupação da vereadora é a mesma de outras pessoas envolvidas no festival, o reflexo da crise nos patrocinadores.

“Não podemos deixar que situações assim prejudiquem nossa festa perante nossos patrocinadores, por isso vamos, todos juntos, buscar soluções para questões como essa, pois queremos o melhor para a cidade de Parintins, para o Festival Folclórico, para a nossa cultura e para o nosso povo”, afirmou ela.

Prestação de contas

Na nota enviada à reportagem, a presidente da Câmara destaca que nenhum dos bois retornou, até o momento, à solicitação de prestação de contas aprovada pela Casa Legislativa em 17 de maio, um mês antes da realização do Festival de Parintins. A proposta partiu do vereador Massilon de Medeiros cursinho (Republicanos). 

“‎Aprovamos no dia 17/05/2022, por unanimidade, uma indicação que solicita da Associação Folclórica Boi Bumbá Garantido e da Associação Folclórica Boi Bumbá Caprichoso apresentação para o Legislativo Municipal das prestações de contas da aplicação dos recursos públicos recebidos pelas respectivas associações, para conhecimento, exame e apreciação, bem como prestar informações à população”, diz a vereadora. 

Para A CRÍTICA, o presidente do Caprichoso, Jender Lobato, afirmou que a associação não estava sabendo da indicação da Câmara. “Tô por fora disso, nem sabia. Mas a gente já tem os órgãos responsáveis, fiscalizadores e vamos fazer tudo como determina a legislação. Não adianta inventar nada agora, nem ninguém querer aparecer com qualquer assunto porque, graças a Deus, no Caprichoso, está tudo equilibrado”.

A reportagem também procurou o presidente do Garantido, Antônio Andrade (Garantido), mas até o momento não obtivemos retorno. O espaço continua aberto para manifestações.

Assuntos
Compartilhar
Sobre o Portal A Crítica
No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.
Portal A Crítica - Empresa de Jornais Calderaro LTDA.© Copyright 2022Todos direitos reservados.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por