Campanha 2020

Quase 80 jovens na disputa

Estudante universitário Amom Mandel, 19 anos ,é um dos 79 jovens entre 18 e 29 anos que concorrem a vereador em Manaus

Larissa Cavalcante
14/10/2020 às 12:47.
Atualizado em 09/03/2022 às 18:41

(Foto: Maria Luiza Dácio)

O empresário Amom Mandel, de 19 anos, é um dos 79 jovens que se inscreveram na disputa pela Câmara Municipal de Manaus (CMM). As candidaturas entre 18 a 29 anos são apenas 5,6% do total de 1,3 mil postulantes ao cargo de vereador.

O número de candidatos nessa faixa etária caiu pela metade em relação ao pleito de 2016 que contou com 143 inscritos, o equivalente a 10%de um total de 1,4 mil candidatos. Acadêmico de direito, Amom é filiado ao Podemos e preside a ala jovem do partido. Apesar de ter ingressado na vida partidária há sete meses, o estudante universitário disse que sempre esteve participando da política, isto é, transformando a vida das pessoas através de trabalhos voluntários que realiza desde os 12 anos de idade.

“Política é transformar o meio a sua volta. É importante trazer a juventude para política. Temos que unir a inquietação dessa juventude com a experiência da boa política. A nossa geração pode contribuir muito até porque já nasceu na era da tecnologia. E falta tecnologia nos serviços públicos. O cargo de vereador é uma posição que tem como inserir os jovens para que aprendam como fazer política. As políticas públicas destinadas para o público jovem são praticamente inexistentes”, declarou.

No voluntariado, Amom disse que atua na democratização do conhecimento através da tecnologia. Colabora na Fundação Wikimedia, do site Wikipedia, com a redação e edição de artigosena UNV, uma das agências da Organização das Nações Unidas (ONU), na tradução de textos, livros, artigos e apostilas. Ele é filho do presidente do Tribunal de Contas do Amazonas (TCE-AM), conselheiro Mário de Mello e neto do presidente do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJ-AM, desembargador, Domingos Chalub.

PROPOSTAS

Com o slogan ‘Vamos modernizar Manaus’, o candidato sugere soluções ligadas a tecnologia para os problemas da cidade. Entre as propostas está simplificar e reduzir o tempo de abertura de empresas na capital e a criação de um aplicativo para agendamento da coleta de lixo, sobretudo, eletrodomésticos, móveis e objetos grandes, evitando o descarte inapropriado em ruas e igarapés. Amom defende a parceria público-privada para recuperar quadras esportivas e espaços de lazer nos bairros.

Segundo o candidato, a contrapartida do poder público destinada a essas empresas será na redução de impostos municipais. “Academias, escolas e instituições de ensino disponibilizar profissionais das areas da educação física, nutrição e psicologia e também estudantes, que precisam cumprir carga horário de estágio, para atuar nas quadras comunitárias. Não há um programa que estimule a população a usar essas quadras”, explicou, acrescentando que a população poderá fiscalizar a execução dessas atividades por meio de um aplicativo.

TRANSPARÊNCIA

Portador de duas doenças autoimunes, Amom defende transparência e a implementação de um aplicativo de monitoramento por parte da população do estoque de medicamentos na rede pública. “O cidadão terá a liberdade para dizer que naquela localidade há determinada quantidade e se não estiver encontrando há algo errado, comunica e fiscaliza.

Digitalizar todos os serviços. Acabar com a burocracia. Até para fazer uma denúncia é preciso preencher um formulário ou ligar para um número que não atende. O aplicativo tem como resolver isso. Quero dar esse choque de modernidade. As nossas propostas que envolvem tecnologia são ligadas a todas as áreas”, pondera. Em caso de vitória nas urnas, o candidato disse que o mandato será colaborativo. Amom afirmou que a sua campanha reúne sete mil pessoas em grupos de WhatsApp enviando sugestões e discutindo propostas.

Assuntos
Compartilhar
Sobre o Portal A Crítica
No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.
Portal A Crítica© Copyright 2022Todos direitos reservados.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por