Cenário

No AM, jovens de 20 a 39 anos e idosos com comorbidades são mais afetados pela Covid

Análise epidemiológica aponta que maioria dos internados possui esquema vacinal incompleto ou não recebeu nenhuma dose da vacina

Portal A Crítica
28/01/2022 às 22:34.
Atualizado em 08/03/2022 às 15:49

(Foto: Divulgação)

A Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas – Drª Rosemary Costa Pinto (FVS-RCP) divulga, nesta sexta-feira (28/01), a análise epidemiológica atualizada da situação da Covid-19 no Amazonas, que pode ser acessada em novo boletim, edição Nº 34.

O Boletim da Situação Epidemiológica da Covid-19 no Estado do Amazonas analisa o período de 12 a 25 de janeiro de 2022 e destaca o aumento da média diária de casos de Covid-19 no Amazonas. Na capital do Estado, o número de casos diários passou de 531, no dia 12 de janeiro, para 3.940 casos em 25 de janeiro. No interior, o registro passou de 117 casos para 2.553 casos por dia no mesmo período.

Em 2021, a infecção acometeu, principalmente, pessoas com idade entre 20 e 39 anos. Em 2022, o grupo etário permaneceu o mesmo, contabilizando 46% dos casos, seguido da faixa etária de 40 a 59 anos (32%).

“Entramos na fase de alto risco, para transmissão do novo coronavírus, que também é conhecida como fase vermelha, a partir da alta na quantidade de internações e da positividade nos exames confirmatórios para Covid-19. Por isso, é tão importante que haja compromisso da população em aderir à vacinação e manter as medidas preventivas não farmacológicas”, afirma a diretora-presidente da FVS-RCP, Tatyana Amorim.

Em relação aos pacientes hospitalizados, conforme o boletim, foi observado o aumento de pacientes idosos com 80 anos ou mais, representando 14% das internações hospitalares. Os pacientes menores de 10 anos representam 8% dos internados.

O boletim destaca que 48% dos hospitalizados apresentam, pelo menos, um fator de risco. “Estamos observando que as pessoas com idade entre 20 a 59 anos que estão internando por Covid-19 são, principalmente, aquelas com fatores de risco. Dentro dessa faixa etária, pessoas com comorbidade representam 48% dos internados. Em 2021, quem tinha comorbidade nesse mesmo grupo etário representava 34% dos internados”, destaca o diretor técnico da FVS-RCP, Daniel Barros.

Outro aumento identificado é do número de óbitos por Covid-19 que, no período analisado (12 a 25 de janeiro de 2022), apresenta média móvel de aproximadamente 6 óbitos por dia. Foram 62 óbitos pela infecção registrados em janeiro de 2022, sendo 61% (38) em Manaus e 39% (24) no interior do Estado.

Daniel acrescenta que a comorbidade também foi observada em parte das pessoas que foram a óbito pela infecção em janeiro. “Dos 62 óbitos por Covid-19 registrados em janeiro, 76% apresentavam algum fator de risco. São pessoas com diferentes comorbidades, como doenças cardiovasculares e diabetes, que são as principais comorbidades para adultos e idosos. Além disso, 30% das pessoas que foram a óbito em janeiro não tinham esquema vacinal atualizado contra Covid-19”, acrescenta o diretor técnico da FVS-RCP.

Boletim ampliado – O Boletim da Situação Epidemiológica da Covid-19 no Estado do Amazonas é divulgado periodicamente e traz detalhes da atualização sobre o cenário estadual de Covid-19, incluindo indicadores relacionados à positividade da infecção, hospitalização e óbitos pela doença. O documento é produzido pela Sala de Análise de Situação de Saúde da FVS-RCP.

Assuntos
Compartilhar
Sobre o Portal A Crítica
No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.
Portal A Crítica© Copyright 2022Todos direitos reservados.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por