Terça-feira, 13 de Abril de 2021

Aplicação da segunda dose em idosos é antecipada em Manaus

Secretaria diz que mudança, de um intervalo para 28 dias para um intervalo de 21 dias, não prejudica em nada eficácia da vacina


vacina_idosos_manaus_81B335AE-1598-42DA-801E-6F83E69C1518.jpg Dhyeizo Lemos / Semcom

A antecipação do calendário de vacinação contra a Covid-19 pela Prefeitura de Manaus alcança também idosos que vão receber a segunda dose da Coronavac, cujo intervalo previsto inicialmente (e carimbado no cartão de vacinação) era de 28 dias. Agora, há casos de pessoas que receberão a segunda dose com 21 dias de intervalo.

Questionada pela coluna, a assessoria de imprensa da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) esclareceu que a mudança não afeta a eficácia da vacina, uma vez que a bula prevê a segunda dose deve ser aplicada 14 a 28 dias depois da primeira. Para saber se a data da segunda dose foi antecipada, o idoso deve consultar seu cadastro no Imuniza Manaus (https://imuniza.manaus.am.gov.br).

A antecipação do fechamento do ciclo de imunização deve-se à análise dos "dados de cadastro do Imuniza Manaus, da demanda nos postos e do recebimento de novas doses enviadas pelo Ministério da Saúde”, segundo a assessoria.

“Sempre que possível, antecipamos o calendário”, disse ontem o prefeito David Almeida (Avante), em release que anuncia para terça-feira, dia 6, o início da vacinação da faixa etária de 45 a 49 anos com com diabetes mellitus, obesidade mórbida (IMC > 40) e cardiopatias.


Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.