Terça-feira, 19 de Janeiro de 2021

Capitais com menor abstenção tiveram eleições 'apertadas'

Belém, Fortaleza e Manaus viram seus novos prefeitos serem eleitos por pequena margem


WhatsApp_Image_2020-11-30_at_11.52.41_41DCF11B-E313-471C-873B-4F60B23A5959.jpeg (Foto: Junio Matos)

As três capitais com menor índice de abstenção neste segundo turno das eleições municipais registraram eleições apertadas, com margem de vantagem menor que quatro pontos percentuais.

Manaus, a terceira capital com menor índice de abstenção neste segundo turno -  22,43% - viu David Almeida ser eleito com 51,27%, contra 48,73% de Amazonino Mendes.  Em  Fortaleza, a segunda capital com menos eleitores faltosos, Sarto, do PDT, teve 51,69% contra 48,31% de Capitão Wagner, do Pros.

Belém foi a capital com menor índice de abstenção - 20,77%. Lá, Edmilson Rodrigues, do PSOL, foi eleito com 51,76% dos votos, contra 48,24% de Delegado Eguchi, do Patriota.

 


Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.