Terça-feira, 20 de Outubro de 2020

Ex-partido de Bolsonaro doa R$ 410 mil a Amazonino

PSL fez a doação significativa mesmo sem ocupar posição de destaque na chapa


amazonino11_3FDBEDEE-719C-430C-A449-251160DE297B.JPG

Cobiçado pelos candidatos majoritários por conta do fundo partidário e por conta do tempo de televisão, o PSL, partido que elegeu Jair Bolsonaro presidente da República, está apostando muitas fichas na candidatura de Amazonino Mendes para a Prefeitura de Manaus.

Mais especificamente, R$  410 mil.

O montante doado representa 87% de tudo que Amazonino já recebeu nestes primeiros dez dias de campanha. Para que se tenha uma ideia, o próprio partido do candidato, o Podemos, investiu 'apenas'  R$ 60 mil. Foram as duas únicas doações, até agora, declaradas por Amazonino.

O PSL compõe a coligação 'Juntos Podemos Mais' ao lado do Podemos, do Cidadania e do MDB. O partido topou investir o montante mesmo sem nenhuma posição de destaque na chapa. O vice de Amazonino também é do Podemos.  

Assim como aconteceu em âmbito nacional, quando viu o presidente Jair Bolsonaro deixar o partido, o PSL também mudou de mãos no Estado nos últimos dois anos. Antes comandado pelo coronal Ubirajara Rosses, o PSL no Amazonas agora está nas mãos do deputado federal Delegado Pablo Oliva, que é acusado pela Polícia Federal de crimes como corrupção passiva, falsidade ideológica e lavagem de dinheiro. O presidente municipal do partido é Diego Afonso, candidato a vereador.


Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.