Segunda-feira, 12 de Abril de 2021

Juíza dá 24h para lançamento correto de dados sobre vacinação de policiais

Jaiza Fraxe afirmou que as cinco mil doses autorizadas devem ser direcionadas a 2500 pessoas, garantindo assim a segunda dose dos contemplados


vacinas88_FB3239F8-1423-4B56-BC3C-AE59F2C9B937.JPG Foto: Lucas Silva/Secom

Uma decisão da juíza federal Jaiza Fraxe deu ao Governo do Estado o prazo de 24 horas adotar providências sobre o "lançamentos corretos de dados" referentes à vacinação dos agentes de segurança pública.

O pedido foi apresentados pelas Defensorias da União e do Estado e pelos Ministérios Públicos de Contas, Estadual e Federal. No despacho, ela determina que o Estado garanta total transparência de informações.  Não há, até o momento, divulgação sobre os nomes dos vacinados, como ocorre com as vacinações de idosos e pessoas com comorbidades no processo tocado pela Prefeitura de Manaus.

A magistrada, que autorizou no último sábado a utilização de cinco mil doses para a vacinação de membros das forças de segurança que tiveram atuação na linha de frente, dando apoio a profissionais de saúde,  destacou que as cinco mil doses devem ser usadas para vacinar 2500 policiais - já que devem ser garantidas as duas doses.

Reportagem de A Crítica mostrou que a Nota Técnica que deveria orientar sobre o processo de vacinação, tocado pela Fundação de Vigilância em Saúde,não especifica detalhes sobre a distribuição das doses nem mesmo sobre o fabricante do imunizante sendo aplicado nos policiais.


Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.