Quinta-feira, 04 de Março de 2021

Juíza diz que não se pode mais esperar pelo Governo Federal sobre vacinas

Em decisão, Etelvina Braga usou palavras em caixa alta para dizer que a hora não é de planejar, mas de agir


600A196E-8156-44C3-B99F-AC9668165547_507C8FB2-2EFC-445A-AA1B-1D3F084229B4.jpeg

A juíza Etelvina Braga, do Tribunal de Justiça do Amazonas, afirmou que não dá mais para que o Governo do Amazonas e a Prefeitura de Manaus aguardem o Governo Federal para acelerar o processo de vacinação.

A afirmação foi dada pela magistrada na decisão que determina que Estado e Prefeitura assinem, em até 20 dias, um protocolo de intenções para a aquisição de vacinas de laboratórios que já possuem autorização da Agência Nacional de Vigilância Sanitária. 

A magistrada afirmou que a decisão do Ministério da Saúde, anunciada ontem, de acelerar a vacinação de pessoas até 50 anos em Manaus ainda é “insuficiente diante da gravidade da situação”, que completou, reafirmando seu tom em escrita com caixa alta: ““Ora, já passou o tempo de AVALIAR, PENSAR... é preciso AGIR, rápido!!”.


Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.