Segunda-feira, 28 de Setembro de 2020

Ministério Público usa ‘filmito’ contra o coronavírus


631E1022-D224-451D-BFF5-2CA5376846B5_4D733F99-B506-4016-A6A1-51C22BAB435C.jpeg

Responsável pelo pedido de adoção do lockdown em Manaus em maio, o Ministério Público do Amazonas adotou uma estratégia no mínimo inusitada para combater a transmissão do coronavírus.

Nos refeitórios da sede, localizado na Ponta Negra, e do anexo, no Adrianópolis, foram colocadas estruturas semelhantes a apoio de mesa com papel filme - o filmito, que custa cerca de R$ 3 nos supermercados de Manaus. 

A iniciativa foi motivo de piada entre os servidores do órgão, que chegaram a questionar, em grupos de WhatsApp, se esse era o máximo de segurança que o órgão poderia proporcionar depois de cinco meses em trabalho remoto.

Matéria publicada no site do órgão, em julho, informando sobre o retorno das atividades presenciais, afirmava que “medidas sanitárias” seriam adotadas.

 

https://www.mpam.mp.br/noticias-mpam/13232-mpam-volta-ao-trabalho-presencial-seguindo-medidas-sanitarias-contra-o-coronavirus#.X1q2XCWqeaM


Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.