Segunda-feira, 12 de Abril de 2021

Ministro da infraestrutura diz que amazonense é bom de peixe, mas que também 'é bom de picanha'

Tarcísio lembrava dos tempos em que foi presidente do Dnit e citou o restaurante Adolpho como uma lembrança marcante.


reuni_o_1AF4071A-E1CC-47DE-BF45-2134FD5F1AAA.JPG

Durante reunião com parlamentares amazonenses e com representantes do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Amazonas (Crea-AM), para discutir a recuperação da rodovia BR-319, o ministro da Infraestrutura do governo de Jair Bolsonaro, Tarcísio Freitas, iniciou sua fala dizendo que o amazonense não é “só bom de peixe”, mas que é “bom de picanha também”. 

Tarcísio lembrava dos tempos em que foi presidente do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) e visitava, comumente, a capital do Amazonas. Ele citou o restaurante Adolpho como uma lembrança marcante.

“Era um ônibus que ficava alí na porta do estádio (antigo Vivaldo Lima), no estacionamento. Tinha uma picanha excepcional. Depois tinha outra também que ficava num lugar simples e que a comida era muito boa, foi demolido depois, perto do Parque 10. Mas tenho certeza que não falta lugar pra comer peixe e picanha em Manaus”. 

Tarcísio soube que o Adolpho havia fechado, mas no fim da reunião foi comunicado, pelo presidente do Crea-AM, Afonso Lins, que o restaurante reabriu e agora funciona em um novo ponto. Um convite para voltar a Manaus e comer a picanha amazonense também foi feito. Tarcisío aceitou. 

Também participavam da reunião engenheiros civis, mecânicos, ambientais, geólogos e meteorologistas.


Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.