Sábado, 19 de Junho de 2021

'Não terá exploração de mineração', promete Bolsonaro a lideranças Yanomami

Reunião com indígenas foi feita na última quinta-feira (27), durante visita do presidente ao município de São Gabriel da Cachoeira


WhatsApp_Image_2021-05-28_at_18.05.32_A69F39E1-071D-4336-A200-6E21BE7C9A2C.jpeg Foto: Valdemar Lins Yanomami/Divulgação

Em visita ao município mais indígena do Brasil, São Gabriel da Cachoeira (AM), na última quinta-feira (27) o presidente Jair Bolsonaro afirmou que não haverá exploração de minério nas terras indígenas Yanomami. "Tem outros irmãos índios, em outros locais, dentro e fora da Amazônia que desejam minerar terra, cultivar terra e nós vamos respeitar. Jamais aprovaríamos uma lei onde seria obrigado que a terra fosse explorado por quem quer que seja". 

Bolsonaro afirmou que o projeto de Lei 191/20, ainda em tramitação, que regulamenta a exploração de recursos minerais, hídricos e orgânicos em terras indígenas, vigorará apenas em etnias que permitirem a exploração. "Quem desejar,será explorado. Quem não desejar, não será explorado. Vocês serão respeitados". 

Bolsonaro disse,ainda, que irá fiscalizar os recursos da Secretaria Especial de Saúde Indígena (SESAI). A reunião aconteceu com chefes Yanomami em Maturacá. O áudio da reunião foi obtido pela coluna Sim&Não. 

Por outro lado, a Federação das Organizações Indígenas do Rio Negro (FOIRN), que representa 23 povos indígenas, ficou insatisfeita com a visita do presidente e disse, por meio de nota pública, que sequer foi convidada para participar de diálogos com a comitiva do Governo Federal. A nota acusa o presidente e seus assessores de montarem palanque eleitoral, fazendo imagens e vídeos para serem usados na campanha de 2022. 


Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.