Quinta-feira, 04 de Março de 2021

Oxigênio em Tefé dura só até a madrugada desta quarta (27), alerta defensora

Pelo menos 30 pacientes dependem de oxigênio; prefeitura encheu cilindros em Manaus e FAB deve levá-los ao município


AD80A773-0576-46F3-8735-D66A1CDCC4AF_2615B976-7754-4FE7-8A5E-44B30D2946DE.jpeg Foto: Junio Matos

Com 36 pacientes internados com Covid-19, o Hospital Regional de Tefé está com abastecimento de oxigênio no limite. A quantidade do produto, disponível em 18 cilindros de dez metros cúbicos, é suficiente só até às 5h desta quarta-feira (27). Do total de pacientes internados, 30 precisam de oxigênio.  
 
O alerta foi dado pela defensora pública Márcia Mileni na noite desta terça-feira. Mileni coordena o polo do Médio Solimões da Defensoria Pública do Estado do Amazonas (DPE-AM), com sede em Tefé. Da cidade, a defensora narrou que a situação vem se tornando dramática a cada hora que passa. 

“Os funcionários da Prefeitura de Tefé estão em Manaus e ainda não conseguiram trazer a quantidade de cilindros que estava destinada para o município”, relata Márcia Mileni. 

Conforme a coluna apurou, aproximadamente 100 cilindros foram reabastecidos em Manaus, mas a Prefeitura de Tefé não havia conseguido vôo para o translado do oxigênio. Se transportado por lancha, os cilindros não chegariam a tempo de salvar os 30 pacientes. A FAB teria sido acionada. O reabastecimento pode ocorrer ainda de madrugada.


Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.