Sábado, 19 de Junho de 2021

Para Ramos, moderados não se sentem à vontade para participar das atuais manifestações

Mesmo defendendo mais pluralidade, vice-presidente da Câmara diz que atos da esquerda são importantes para denunciar “péssima gestão da pandemia”


BDE577AB-6FBF-4DD6-92F9-28A6855399B3_80A13F54-8280-497E-8FF7-F7701B7E6721.jpeg Foto: Junio Matos

O vice-presidente da Câmara dos Deputados, Marcelo Ramos (PL-AM), afirmou que os ‘moderados’ sentem falta de um líder e que não se sentem à vontade para participar das manifestações que estão ocorrendo.

A declaração foi dada ao SIM & NÃO, que questionou o deputado sobre a afirmação à Coluna do Estadão desta segunda-feira, na qual ele diz que os chamados ‘moderados’ não participaram das manifestações deste fim de semana contra o presidente Jair Bolsonaro. “Teríamos que ter manifestações mais centradas na vacina, no auxílio emergencial, no emprego. Manifestações mais plurais”, disse Ramos, ao SIM & Não.

Mesmo defendendo maior pluralidade nos atos, Marcelo fez questão de valorizar a iniciativa contra o presidente neste fim de semana, que aconteceu em diversas partes do Brasil, inclusive Manaus. “As manifestações das esquerdas são muito importantes para denunciar a péssima gestão da pandemia”, avaliou Marcelo, que viu seu bordão ‘Vacina no Braço, Comida no Prato’ ser usado nas manifestações da esquerda neste fim de semana. 
 

Líder? 

Flertando com uma candidatura à Presidência da República pelo PL, Marcelo deu pistas se busca ocupar o espaço de liderança dos ‘moderados’. “Não é simples para alguém do Amazonas ocupar esse espaço, mas dialogo muito com todos os setores do mercado e do empresariado brasileiro e vejo uma angústia por um nome com pefil moderado, liberal e democrático. A ousadia responsável é marca da minha vida”. 

Pouco depois de conceder a entrevista, Marcelo Ramos foi ao Twitter e publicou: “O Brasil ainda espera por um líder MODERADO, LIBERAL e DEMOCRATA!”


Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.