Segunda-feira, 28 de Setembro de 2020

Partido explica veto a pré-candidato


novo_coletiva_1207514D-4126-4823-AD73-CF612F4050A1.jpg

A direção municipal do Novo enviou ao SIm&Não nota de esclarecimento sobre a impugnação da pré-candidatura do empresário Paulo Thomaz Correa.

Segundo o presidente municipal da legenda, Hélio Fábio Reis e Silva, e o vice-presidente, Leonardo Rocha Junior, o motivo do veto não foi o fato de Correa representar oposição à pré-candidatura de Romero Reis à Prefeitura de Manaus e sim a forma como ele exerceu esse direito.

"Uma de nossas convicções enquanto instituição, é uso responsável e respeitoso de tais liberdades, sob pena de serem infringidas regras básicas de respeito e cordialidade com o próximo, e logo, passíveis de sanção, de acordo com o Estatuto partidário", assinala a nota.

A direção municipal sustenta que a denúncia apresentada contra Correa e acatada tanto pelo diretório municipal quanto pelo estadual do Novo aponta para infrações como "quebra de decoro, infidelidade partidária, imputação criminosa falsa de terceiro e insubordinação".

Paulo Thomaz Correa mostrou em vídeo no Instagram trecho do voto do relator em que está escrito que a campanha feita por ele, com vistas à convenção interna do Novo, contra a "chapa definida pela direção do partido" é "uma absurda e desmedida agressão aos princípios estatutários".

O Novo contesta esse trecho, usado na notícia do Sim&Não. Confira abaixo a íntegra da nota do partido.

 

NOTA DE ESCLARECIMENTO

Em virtude da reportagem veiculada pelo portal “A Crítica”, na manhã de hoje, dia 19\08\2020, assinada pela jornalista Aruana Brianezi, o Partido Novo em Manaus, vem a público esclarecer os fatos narrados:

A matéria tratada afirma equivocadamente que o Sr. Paulo Thomaz Correa, teve a sua candidatura impugnada pelo fato da administração partidária local não aceitar haver um contraditório dentro da legenda, caracterizando o ato do ex-filiado como “absurda e desmedida agressão aos princípios estatutários”.

Estabelecido o contexto da reportagem, torna-se imperioso o restabelecimento da verdade.

Inicialmente, cumpre registrar, que o NOVO tem como premissa basilar o respeito a liberdade, seja ela de pensamento, econômica e claro, de manifestação, direitos esses fundamentais em uma sociedade republicana e democrática.

Todavia, uma de nossas convicções enquanto instituição, é uso responsável e respeitoso de tais liberdades, sob pena de serem infringidas regras básicas de respeito e cordialidade com o próximo, e logo, passíveis de sanção, de acordo com o Estatuto partidário interno e suas resoluções.

Diante da deflagração do processo visando à impugnação da candidatura do pretenso candidato, cujo teor da denúncia apontavam para infrações caracterizadas como quebra de decoro, infidelidade partidária, imputação criminosa falsa de terceiro e insubordinação, o Diretório Municipal acatou o recebimento da denúncia e o Diretório Estadual, em sua competência recursal, decidiu por unanimidade pela impugnação da candidatura do ex-filiado, respaldando-se pelas normas afetas à agremiação, oportunidade em que foi respeitado o contraditório, a ampla defesa, dentre todas as garantias constitucionais no que se refere ao devido processo legal.

O NOVO reafirma o seu compromisso em mudar a vida das pessoas para melhor, não usando recursos públicos para financiar campanhas eleitorais, realizando processo seletivo para escolha de seus candidatos, além de rechaçar alianças escusas em troca de votos, tudo isso porque entendemos que boas ideias convencem, mas só pelo exemplo seremos verdadeiramente NOVOS.

Desejamos sucesso ao ex-filiado Paulo Thomaz, e que sua caminhada seja repleta de conquistas em prol da liberdade.

Hélio Fábio Reis e Silva /Presidente Municipal

Leonardo Barreto Rocha Junior / Vice-Presidente Municipal 

 


Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.