Publicidade
Cotidiano
ATAQUE

Estudante atira e mata alunos de escola em Goiânia; há feridos, segundo a polícia

O jovem atirador, segundo a polícia, é filho de um policial militar e vinha sofrendo bullying dos colegas 20/10/2017 às 12:29 - Atualizado em 20/10/2017 às 15:15
Show 7zct5gfxvapp3n3kvnd5nuraf
Foto: Reprodução/Twitter
acritica.com Brasília (DF)

Um estudante de 14 anos, filho de um policial militar, atirou em alunos e matou dois deles na manhã desta sexta-feira (20) em uma escola na cidade de Goiânia. O caso aconteceu no Colégio Goyases, no bairro Conjunto Riviera, em Goânia. O jovem atirador foi apreendido pela polícia.

Segundo o tenente-coronel Marcelo Granja, da Polícia Militar, pelo menos outros quatro alunos ficaram feridos. Ao todo, foram seis vítimas. As vítimas sobreviventes já foram encaminhadas a unidades de saúde da capital goiana. O estado de saúde delas ainda não foi confirmado pelas autoridades.

Segundo a imprensa local, o jovem suspeito de ter cometido os disparos estudava na 8ª série e vinha sofrendo bullying de colegas, o que o teria motivado a usar uma arma do pai para cometer o atentado. Empunhando uma arma, ele entrou no local e efetuou os disparos.

A polícia não confirmou a informação do bullying, mas deverá investigar a suspeita. O bullying é uma situação que se caracteriza por agressões intencionais, verbais ou físicas, feitas de maneira repetitiva, por um ou mais estudantes contra um ou mais colegas.

*Com informações das agências