Publicidade
Cotidiano
EDUCAÇÃO

Jovem Senador: aluna da rede pública vai a Brasília representar o Amazonas

Ela, e outros 26 estudantes do Ensino Médio das Escolas Públicas Estaduais do Brasil terão a oportunidade de conhecer o trabalho dos senadores em Brasília pela 7ª edição do programa 17/10/2017 às 17:39 - Atualizado em 17/10/2017 às 17:58
Show raissa de souza reis e o secret rio da seduc  jos  augusto de melo
Raissa teve participou de concurso de redação para ser a representante do Amazonas. Foto: Eduardo Cavalcante/SEDUC
acritica.com Manaus (AM)

A estudante Raissa de Souza Reis, 17, da 3ª série do Ensino Médio da Escola Estadual Ernesto Penafort, Zona Leste de Manaus, foi a escolhida como representante do Estado, através do Programa Senado Jovem Brasileiro, por meio do 10° Concurso de Redação do Senado Federal. Ela, e outros 26 estudantes do Ensino Médio das Escolas Públicas Estaduais do Brasil (um por Estado) terão a oportunidade de conhecer o trabalho dos senadores em Brasília mediante a 7ª Edição do Projeto Jovem Senador, no mês de novembro deste ano.

Além de ter o privilégio de representar o Estado, Raissa teve o texto: “Brasil: superar a intolerância para seguir em frente” como o terceiro melhor avaliado pela Comissão Julgadora do Jovem Senador 2017. O anúncio dos vencedores foi feito no plenário do Senado Federal no último dia 04 de outubro. O tema escolhido pela organização era “Brasil plural: para falar de intolerância”. 

Na fase final do concurso de redação, além de Raissa, outros dois amazonenses disputaram quem iria representar o Estado como jovens senadores em Brasília: o estudante Gandle Richard Paz Nogueira, 17, da 3ª série do Ensino Médio da Escola Estadual Brigadeiro João Camarão Telles Ribeiro; e Jayana Cerdeirinha Bernardes,17, também da 3ª série do Ensino Médio, da Escola Estadual São João Bosco Ramos de Lima.

No dia 27 de novembro, Raissa de Souza e o professor orientador dela, José Edson Castro da Silva, terão a oportunidade de conhecer a capital do Distrito Federal para apresentar a redação, na qual, ficaram em terceiro lugar. Além de conhecer Brasília, a estudante vai receber o certificado de classificação no Jovem Senador 2017, o diploma de Jovem Senador, e sua redação vai compor o livreto do jovem Senador 2017.

Apoio da escola e da família

A estudante Raissa Reis destaca o apoio da escola como fator importante para a escolha de sua redação. “Eu fico muito feliz em representar a minha escola, de dar esse orgulho, pois eu vou representar meus amigos, as pessoas com quem eu cresci, e eu fico feliz e orgulhosa por ir lá representar a gente”, declarou Raissa.

Ela explica que o incentivo também vem da família, pois os pais são professores. “Eles me incentivaram bastante a ler e a escrever”.  Na escola, ela ressalta o incentivo do professor como algo fundamental para a elaboração da redação. “O professor Edson também é bastante esforçado, eu lembro do esforço dele, mesmo com a sala lotada. Então, eu vi que ele me incentivou muito no projeto, eu senti bastante vontade de me esforça para passar e dar essa vitória para escola”.

A redação de Raissa ficou em 1° lugar na colocação estadual e em 3° lugar na colocação Nacional.  Ela está na fase de escolher a área na qual quer cursar o ensino superior e informou que pretende cursar Letras (SIS/UEA) ou Ciências Sociais (PSC/Ufam).

O professor da Língua Portuguesa da E.E. Ernesto Penafort, José Edson, relata como é trabalhar com a aluna e acrescenta que já aguardava um resultado satisfatório de Raissa. “A Raissa tem um texto muito bom, e uma base muito boa. A orientação que eu dei foi de pequenos ajustes para o texto ficar melhor ainda, pois o texto dela é muito bom. Não tivemos muitas dificuldades nesses aspectos. Eu já tinha expectativa sim. Estou feliz por ela, pois ela acaba incentivando os outros dentro da escola, eu sempre digo que todos são capazes, principalmente na sala dela, basta querer e se dedicar mais um pouquinho’.

Os demais avaliados

O aluno Gandle deu o nome para sua redação de “As dores da intolerância” e descreveu que o assunto é algo que está no cotidiano. “Como vivemos no Brasil, e todo dia vemos algo em relação ao tema, então de certa forma, para mim, foi bem fácil escrever sobre isso, pois é algo que convivemos”. O seu orientador, professor de Língua Portuguesa da Escola Estadual Brigadeiro João Camarão Telles Ribeiro, explica o motivo da escolha de trabalhar com o aluno “na escola faço trabalho de produção textual voltado para o Enem, com isso, o gestor falou do projeto Jovem Senador, e que tinha interesse de ver a escola participar, eu como eu tinha feito trabalho de produção textual em sala e como ele (aluno) tinha se destacado com um dos melhores textos aí eu decidi fazer o trabalho com ele”.

A representante da Escola Estadual Senador João Bosco Ramos de Lima, foi a Jayana, que cursa o terceiro ano do Ensino Médio. A estudante foi a terceira colocada no Estado com a redação “O desrespeito causado pela intolerância”, e comenta que essa foi sua primeira experiência com o projeto. “O professor falou do concurso na escola, e eu fui atrás assunto e pesquisei”. O professor de língua portuguesa da instituição, Ozinaldo Pena Santiago, explicou como abordou o assunto na escola de acordo com exigências do Enem. “A gente já vinha trabalhando a formatação do texto, a parte da estrutura textual, onde envolve o texto para redação".

Valorização dos alunos

O Secretário de Estado de Educação e Qualidade do Ensino (Seduc), professor José Augusto de Melo, recebeu os três vencedores do Estado na sede da Secretaria e, segundo o titular da pasta, a Secretaria vem incentivando as escolas e os alunos a participarem de iniciativas como essa. “Nós vamos dar continuidade e valorizando todos os alunos que se expressam, seja através de concurso de redação, de uma manifestação artística. O importante é que a sociedade saiba do que os alunos são capazes e estão sendo preparados na rede escolar”, enfatizou.

Cronograma

De acordo com o calendário da organização do projeto, no dia 27 de novembro começa o início das atividades do Jovem Senador em Brasília, no dia seguinte a cerimônia de posse dos Jovens Senadores 2017. Nos dias 29 e 30 de novembro, o trabalho legislativo dos jovens Senadores e curso dos professores. No primeiro dia de dezembro, a sessão final de votação dos projetos Senador com a participação popular. E o retorno dos alunos e professores acontece no dia 2 de dezembro.

*Com informações da assessoria de imprensa