Publicidade
Manaus Hoje
ASSALTO

Assalto em agência bancária de Iranduba termina com um suspeito morto

Segundo a polícia, dois vigilantes da agência atiraram e mataram o assaltante. Um vigilante e um cliente foram baleados 16/10/2017 às 10:18 - Atualizado em 16/10/2017 às 14:28
Show 78
Foto: Divulgação
Vinicius Leal Manaus (AM)

Um assalto em uma agência bancária do Banco do Brasil no município de Iranduba, a 27 quilômetros em linha reta da capital, terminou com um suspeito morto na manhã desta segunda-feira (16). Segundo a polícia, o assaltante tentou roubar um cliente, que reagiu e acabou sendo baleado com um tiro na perna. Depois, os dois vigilantes da agência atiraram e mataram o assaltante. Um vigilante também foi baleado.

“A informação que temos foi que o cliente foi entrar no banco e o assaltante foi tentar roubar ele. O cliente reagiu e o bandido deu um tiro na perna dele. Aí uma pessoa, que seria o segurança da agência bancária, deu um tiro no assaltante e o matou”, explicou o comandante do Comando de Policiamento do Interior (CPI) da Polícia Militar, coronel Alcio. A identidade do assaltante não foi confirmada pela Polícia Militar.

O investigador da Polícia Civil André Marques, do 31º Distrito Integrado de Polícia (DIP), confirmou que os dois vigilantes da agência bancária atiraram e mataram o assaltante. “Os dois vigilantes do banco reagiram ao assalto ao cliente dentro da agência e atiraram e mataram o assaltante. Um vigilante foi alvejado na perna e a vítima do roubo também foi alvejada na perna”, disse Marques.

Tanto cliente do banco quanto o vigilante foram socorridos no local e levados para uma unidade de saúde do município de Iranduba. A identidade do cliente e do vigilante não foram confirmadas e nem o estado de saúde deles.

Terceiro assalto em 2017

Este é terceiro assalto à agência do Banco do Brasil de Iranduba em 2017. O primeiro aconteceu em maio deste ano, quando os bandidos não conseguirar abrir o cofre e fugiram deixando uma fudeira no local. O segundo e mais recente aconteceu na madrugada do dia 1º de julho. Os assaltantes chegaram a alugar uma residência nos fundos da agência e usar uma escada para pular o muro e adentrar no local.