Publicidade
Manaus
TRAGÉDIA

Advogado morto no Porão saiu para celebrar compra de casa nova, diz deputado

Sabá Reis esteve no velório trabalhava com Wilson Filho, a quem considerava como filho, há anos. "É inaceitável que tenham tirado sua vida dessa forma" 25/11/2017 às 16:47 - Atualizado em 25/11/2017 às 17:00
Show whatsapp image 2017 11 25 at 16.15.56
Velório começou por volta das 15h, na sede da OAB (Foto: Alik Menezes)
Álik Menezes Manaus

O advogado Wilson Justo Filho, assassinado na madrugada deste sábado no Porão do Alemão, saiu  de casa na noite de sexta-feira para comemorar a compra de um apartamento novo. A informação foi repassada pelo deputado estadual Sabá Reis (PR), de quem Wilson era funcionário há muitos anos.

A comemoração acabou com os disparos efetuados pelo delegado Gustavo Sotero, que assassinou Wilson após uma discussão no bar, localizado na zona Oeste de Manaus.

Sabá Reis era um dos presentes no velório de Wilson, ou Wilsinho, como era conhecido pela família e amigos. "Ele era muito querido. Um rapaz tranquilo, equilibrado. Eu costumava dizer que ele viveria 120 anos, mas não conseguiu viver nem um terço disso", lamentou Sabá, relatando que ele comemorava com um grupo de amigos a compra de um novo apartamento.

"Ele esteve com uns oito ou dez colegas de trabalho, comemorando que havia comprado uma nova  casa, perto do Manauara Shopping. Por volta de 1h, resolveu ir para o Porão. Deu no que deu".

O deputado afirmou ainda que trabalhava há muitos anos  com Wilsinho, que era presidente do PR em Novo Airão, e que o considerava como um filho. "Pra onde eu ia, ele me acompanhava.  Ele me tinha como um segundo pai. Apesar de acreditarmos em Deus, é inaceitável que alguém tenha tirado sua vida dessa forma", lamentou o parlamentar, muito emocionado.

A amiga de Wilson, Rose Lobo, trabalhava com o advogado há cinco anos e disse que ele  era calmo e discreto.  "Uma pessoa fenomenal. Foi uma perda irreparável.  A gente que é amigo pode dizer que foi surpreendente. A gente só espera justiça".

Wilson será velado até a manhã deste domingo na sede da OAB-AM. O sepultamento está marcado para as 10h, no cemitério São João Batista.