Publicidade
Manaus
ACIDENTE

Professor preso por atropelar motociclista pode ser liberado se pagar fiança

O homem de 45 anos estava embriagado quando atropelou o motociclista Anderson Soares, que não resistiu aos ferimentos 29/07/2017 às 12:04 - Atualizado em 29/07/2017 às 15:40
Show sad
(Fotos: Jander Robson)
Silane Souza Manaus (AM)

O professor universitário Mário Cabral dos Santos, 45, que se envolveu em um acidente de trânsito com vítima fatal na manhã deste sábado (29), foi preso em flagrante por embriaguez ao volante, homicídio culposo e lesão corporal culposa. Os crimes são inafiançáveis, mas ele pode ser liberado neste domingo (30) em audiência de custódia.

De acordo com a delegada Débora Nascimento, plantonista do 9º Distrito Integrado de Polícia (DIP), o professor foi pego dirigindo com 0,73 miligramas de álcool por litro de ar expelido dos pulmões, quando a tolerância – para configuração de crime de embriaguez ao volante - é de até 0,34 miligramas, conforme Artigo 306 do Código de Trânsito Brasileiro (CTB).

A delegada disse que ainda estão sendo feitas as diligências para verificar a situação e o motorista preso pode ainda ser indiciado por homicídio doloso, quando há intenção de matar, caso fique comprado que ele passou duas vezes com o carro em cima da vítima, como testemunham afirmaram. “Não descarto essa possibilidade”, disse, destacando que o caso será encaminhado para o 11º DIP, na próxima segunda-feira (31).

O acidente aconteceu por volta de 6h40, nas proximidades da Feira do Coroado, na alameda Cosme Ferreira, Zona Leste. A vítima foi o soldador Anderson Soares, 24, que estava dando uma carona para a cunhada. Ele foi atingido pelo veículo dirigido por Mário e morreu no local. A cunhada foi encaminhada pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) para uma unidade de saúde da cidade.