Sábado, 24 de Agosto de 2019
TALENTO BARÉ

Lutador amazonense representará o Brasil no Pan-Americano de Wrestling

Helisson Bresson, de 17 anos, luta pelo Brasil na categoria até 48kg, na cidade de Morelia, no México



3__2__324297A6-C9C8-4D42-9954-BB0FEEDC4D17.jpeg Foto: Divulgação
29/06/2019 às 12:24

O amazonense da luta olímpica, Helisson Bresson, de 17 anos, representará o Brasil mais uma vez no Pan-Americano de Wrestling Cadete 2019, que iniciou na sexta-feira (28) e termina neste domingo (30), na cidade de Morelia, México. O lutador, que é integrante do Centro de treinamento de Alto Rendimento do Amazonas (Ctara), competirá na categoria até 48kg, estilo livre, na qual é permitida o uso das pernas para defender e atacar o adversário.

Com esta competição, o atleta chega a sua quarta participação representando o Brasil em disputas internacionais. “Helisson treina desde os seis anos de idade, hoje ele está bem mais experiente e focado em seu objetivo, que é medalhar. Tenho certeza que retornaremos a Manaus com bons resultados”, comentou o técnico da Seleção Brasileira de Wrestling, o também amazonense, Anderson Alves.

Dois amazonenses integrando a Seleção Brasileira, um como atleta, outro como treinador, são motivo de grande orgulho e de responsabilidade, como explica Caio André de Oliveira, titular da Secretaria de Estado de Juventude, Esporte e Lazer (Sejel).

“Que a luta olímpica no Amazonas é respeitada e é uma referência para os outros estados, já é fato. Nossa responsabilidade só aumenta com isso, e a Sejel está empenhada em dar continuidade nesse trabalho. Estaremos na torcida pelos melhores resultados”, destacou.

“Helisson já é um ídolo para nós do Amazonas e, com certeza, será um grande atleta olímpico. Só temos a agradecer a todos que contribuíram em sua formação, como o professor Anderson Alves, o Governo do Amazonas, a Uninassau, que deu uma bolsa integral para ele, entre outros”, comentou Waldeci Silva, presidente da Federação Amazonense de Luta Livre Esportiva e Luta Olímpica (Falle).

O lutador, mesmo com pouca idade, já acumula um número extenso de vitórias e medalhas em sua carreira. É tetracampeão Amazonense, tetracampeão Brasileiro, bicampeão do Jogos Escolares do Amazonas (JEAs), bicampeão dos Jogos Escolares do Brasil (JEBs) e campeão Sul-Americano da Juventude (2017). Foi bronze nos Jogos Sul-Americanos da Juventude em 2017 e no Campeonato Pan-Americano 2018.

“É um atleta de Manaus com reconhecimento internacional, ele é o favorito ao título”, finalizou Anderson.  

 

Receba Novidades

* campo obrigatório
News portal1 841523c7 f273 4620 9850 2a115840b1c3
Jornalismo com credibilidade

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.