Sábado, 22 de Fevereiro de 2020
O GAVIÃO VOOU

Manaus vence o Coritiba, faz história e avança à segunda fase da Copa do Brasil

Esta é a primeira vez que o Gavião do Norte passa de fase na competição. Rossini foi o autor do gol histórico que deu a vaga ao clube manauara



IMG-20200212-WA0142_B7122FA0-83DC-47E9-BFCF-32DB85087471.jpg Foto: Sandro Pereira
12/02/2020 às 23:48

O Gavião do Norte deu mais um voo histórico. Na noite desta quarta-feira, o Manaus derrotou o Coritiba por 1 a 0 na Arena da Amazônia e avançou à segunda fase da Copa do Brasil pela primeira vez na história. Rossini foi o autor do gol. A equipe amazonense enfrenta o Brasil de Pelotas-RS na próxima fase.

"Foi uma noite histórica. Eliminamos um clube de Série A. Graças a Deus, fui capaz de pegar um pênalti. Em todos os jogos a torcida compareceu e hoje não poderia ser diferente", afirmou Jonathan, goleiro do Manaus que defendeu pênalti na partida em que completou 100 jogos com a camisa do Gavião. 




Foto: Sandro Pereira

Gavião à frente

Em um início nervoso do Manaus, que era muito faltoso, o Coritiba foi quem chegou primeiro. Patrick Vieira cobrou falta perto da área e obrigou Jonathan a fazer boa defesa aos 4 minutos. O Gavião do Norte tentava responder pela esquerda com Caique e Janeudo, que tomou o lugar de Hamilton.

Saiu dos pés do camisa 90 a melhor chance da equipe amazonense na primeira etapa. Rossini carregou pela esquerda e tocou para Gabriel Davis. O substituto de Dolem, que saiu machucado, cruzou para Janeudo, que chutou no cantinho. Muralha se esticou todo e agarrou.

Aos 45 minutos, o 'estouro da manada'. Gabriel Davis cruzou na área e Janeudo ajeitou para Mateus. O atacante emendou uma bicicleta que voltou para o próprio Janeudo. O meia brigou de cabeça e fez a bola sobrar para Rossini encher o pé e abrir o placar. A bola ainda tocou no travessão antes de entrar.

São Jonathan

Um susto para a torcida do Gavião logo aos 8 minutos. O meia do Coxa Thiago Lopes cruzou pela esquerda e a bola bateu na mão de Derlan dentro da área. Na 'marca da cal', Sassá contra Jonathan. E quem levou a melhor foi o goleiro do Manaus, justo na noite em que foi homenageado por ter completado 100 jogos com a camisa do Gavião do Norte, feito alcançado na partida do clube anterior a essa.

O perigo continuaria por perto. Mas quando não tinha Jonathan, era a trave quem ajudava. Aos 15 minutos, William Matheus cruzou, a bola passou por todo mundo e beijou o poste. Na sobra, o lateral-esquerdo Caique tirou para longe. O Coxa passou a jogar por um gol.

Gol que não saiu. Em um segundo tempo emocionante, o Manaus se segurou como pôde - com direito a expulsão do volante Panda aos 45 minutos do segundo tempo. A classificação veio e a torcida amazonense vibrou mais uma vez com o Gavião do Norte!

News leonardo 9028af08 26fb 4271 b322 4409cded8370
Repórter do Craque
Jornalista em formação na Universidade Federal do Amazonas (Ufam) e repórter do caderno de esportes Craque, de A Crítica. Manauara fã da informação e que procura aproximar o leitor de histórias – do futebol ao badminton.

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.