CASO KIMBERLY

Principal suspeito pela morte de miss Manicoré chega a Manaus

O analista judiciário Rafael Fernandez, 31 anos, chegou na sede da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS) por volta das 21h35 de hoje (16). Segundo a Polícia Civil de Roraima, o suspeito confessou a autoria do crime

Jan Nogueira
17/05/2020 às 00:47.
Atualizado em 10/03/2022 às 08:32

(Foto: Aguilar Abecassis )

O analista judiciário Rafael Fernandez, 31 anos, principal suspeito pelo homicídio da miss Manicoré e técnica em enfermage, Kimberly Mota, 22 anos, chegou neste sábado (16) à sede da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), localizada no bairro Jorge Teixeira, Zona Leste de Manaus.

A vítima foi encontrada morta, com três facadas, dentro do apartamento de Rafael  que, segundo a Policia Civil do Amazonas (PC-AM), manteve um curto relacionamento afetivo de dois meses com a jovem.

À Polícia Civil de Roraima (RR), Rafael, confessou a autoria do crime. De acordo com a polícia roraimense, Rafael estava sendo escondido por um adolescente de dezessete anos e outro homem, ambos venezuelanos, que eram pagos para o manterem no esconderijo.

Os dois também foram detidos. Durante a prisão, o fugitivo acabou confessando que matou a Miss Manicoré quando, ao aproveitar que ela dormia, percebeu várias mensagens de encontros marcados, além de traições, momento em que desferiu as facadas.

Segundo informações repassadas por amigas de Kimberly, Rafael sempre se mostrou um homem ciumento e convidava a vítima para morar com ele no apartamento onde aconteceu o crime, com a intenção de poder controlá-la de perto.

A Assessoria da Polícia de Roraima confirmou a chegada de Rafael em Manaus, na noite deste sábado (16), onde ele deverá prestar depoimento à Polícia Civil do Amazonas, na sede da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS).

Assuntos
Compartilhar
Sobre o Portal A Crítica
No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.
© Copyright 2022Portal A Crítica.Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por
Distribuído por