Publicidade
Manaus
LISTAS

Após chamar para fundações, Susam terá nova convocação de concursados da rede

Secretário Francisco Deodato afirmou que serão duas chamadas de aprovados em sequência; a primeira sai ainda esta semana 06/02/2018 às 16:04
Show herick pereira 3
Anúncio foi feito durante evento realizado na manhã de hoje, em Manaus (Foto: Herick Pereira / Secom)
Camila Pereira Manaus

O titular da Secretaria Estadual de Saúde (Susam), Francisco Deodato, anunciou uma nova chamada de aprovados em concurso público para a rede estadual de saúde. A declaração foi dada na manhã de hoje durante a divulgação do pacote de investimentos da ordem de R$ 125,5 milhões para a área da saúde no interior do Estado.

A sexta chamada de classificados no concurso de 2014 da Susam já está na Casa Civil e deve ser publicada ainda esta semana. O documento será enviado para publicação no Diário Oficial do Estado (DOE), com a lista de 428 aprovados para nomeação imediata. Ao todo, são 379 classificados divididos em fundações e 49 para a rede.

Após essa, uma outra chamada será feita, a sétima, contemplando, principalmente, os que prestaram concurso para as vagas na rede geral. A quantidade de servidores a serem convocados não foi revelada.
“Foi determinado, pelo governador, que a secretaria de Saúde fizesse dois chamamentos. Já fizemos nessa semana o primeiro, onde estamos chamando os servidores das fundações. E seguidamente faremos um segundo chamamento, quando serão chamados os servidores da chamada rede. Com a chamada, cumprimos a determinação do governador de honrar os concursados”, destacou o secretário.

Foi anunciado ainda o pagamento do ticket alimentação, no valor de R$ 220,00, a partir de fevereiro. “O governador determinou que o ticket alimentação que fora pago um dia dos servidores e que deles foram retirados e que apenas uma parcela de 11% dos servidores recebiam, agora determinou que 100% fossem atendidos. Pela primeira vez, servidores do interior terão direito a este benefício”, afirmou Deodato.

A medida beneficia 22.265 servidores – 16.347 da capital (entre trabalhadores da Susam e fundações) e 5.918 do interior. O valor representará recursos de aproximadamente R$ 4,896 milhões/mês – R$ 53,853 milhões até o final do ano. Desse valor, para os servidores do interior serão R$ 1,301 milhão/mês e cerca de R$ 14,3 milhões até o final do ano.

“Nós queremos valorizar o servidor da saúde. Isso (valorização) desapareceu com a terceirização. No interior, nós temos que fazer um trabalho de forma direta, firme, para que tenhamos um domínio absoluto como já tivemos no passado. A saúde pública do estado do Amazonas viveu momentos excepcionais, fantásticos. Essa é a nossa caminhada”, disse Amazonino ao se referir aos investimentos realizados nas últimas três administrações dele como governador e ao trabalho de reconstrução da saúde na atual gestão.

Os servidores do interior também serão beneficiados com a medida já anunciada pelo governo de cumprir com a data base para reajuste salarial, o que não vinha ocorrendo desde 2014. A Susam já reinstituiu a Mesa Estadual de Negociação Permanente do SUS com a categoria, que também estava suspensa há quatro anos.

 

Publicidade
Publicidade