Terça-feira, 21 de Maio de 2019
COMBUSTÍVEL

Após ‘promoção’, postos aumentam preço da gasolina para R$ 4,39 em Manaus

Segundo sindicato, reajuste acontece após “perda da margem de lucro” no período em que o combustível custou R$ 3,29



posto_113537C5-D928-49A1-AA69-2876C724C36E.jpg
Foto: Euzivaldo Queiroz
17/01/2019 às 13:56

Motoristas que resolveram abastecer seus carros na manhã desta quinta-feira (17), em Manaus, se depararam com o valor R$ 4,39 cobrado para a gasolina na maioria dos postos de combustíveis da cidade. Os estabelecimentos aumentaram o preço após cerca de dois meses de “promoção”, onde o combustível podia ser encontrado em até R$ 3,29 na cidade.

Em um posto na avenida André Araújo, a gasolina já estava sendo vendida a R$ 4,39. O aumento ocorreu entre essa quarta-feira (16) e hoje. Segundo um frentista do local, a subida do preço fez o movimento cair. “Diminuiu. Algumas pessoas não sabem e perguntam se são em todos os postos. Acho que é a maioria, porque um dono não vai aumentar só o dele não é?”, explicou.

De acordo com vice-presidente do Sindicato dos Combustíveis do Amazonas (Sindicombustíveis-AM), Geraldo Dantas, o aumento se deve porque muitos estabelecimentos estavam com o combustível mais barato desde novembro. O valor, segundo ele, estaria prejudicando o lucro de empresários.

“Como toda empresa promoção, você abre mão da margem de lucro, mas é temporário porque nenhuma empresa sobrevive assim e em determinado momento acaba. De qualquer forma, o consumidor ainda tem uma boa oportunidade se formos levar em consideração que em outubro do ano passado a gasolina estava sendo vendida a R$ 4,99”, disse ele.

Ainda segundo Dantas, a previsão é que o combustível não chegue ao valor vendido no final de 2018. “Vai depender da Petrobras, mas acredito que os postos vendam entre R$ 4,39 e R$ 4,59”, disse ele.

Exceções

Em dois estabelecimentos percorridos pelo Portal A Crítica, a gasolina continuava em R$ 3,49. Na avenida Pedro Teixeira, bairro Dom Pedro, Zona Centro-Oeste, o valor ainda não havia sido alterado pela gerência. “Ainda está mais barata, mas o gerente está ocupado. Acredito que vamos aumentar ainda hoje”, disse uma frentista no local.

Na Zona Leste, posto ainda continuava com preço a R$ 3,49 (Foto: Euzivaldo Queiroz)

Na avenida Autaz Mirim, na Zona Leste, o gerente Jucimar Xavier disse que o dono não havia repassado a ordem para aumentar o valor. “Se abaixar cai o movimento. Até agora está normal por aqui, mas se for decidido, a gente altera”.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.