Domingo, 26 de Maio de 2019
INVESTIGAÇÃO

Prestes a completar um mês, paradeiro de adolescente é um mistério

Depca localizou a venezuelana que atendeu o telefone de Rayner Vinicius da Silva Gonçalves, de 15 anos, mas ele ainda não foi achado



adolescente_BDF0111D-9B7B-42BF-B798-9C7BDF1A4982.JPG
Rayner Vinicius da Silva Gonçalves, de 15 anos, desapareceu após sair de casa dizendo que iria à Ponta Negra, na Zona Oeste. Foto: Divulgação
13/01/2019 às 15:36

O desaparecimento do adolescente Rayner Vinicius da Silva Gonçalves, de 15 anos, está prestes a completar um mês e até hoje pouco se sabe sobre o paradeiro dele. Na última quinta-feira, a equipe de investigação da Delegacia Especializada em Proteção à Criança e ao Adolescente (Depca), após divulgação do retrato falado da mulher que chegou a atender o celular do rapaz quando a mãe dele ligou, identificou e encontrou a venezuelana Rusbelys Yilferlyn Borrero Farias, 23.

A mulher foi localizada na avenida Joaquim Nabuco, no Centro. De acordo com a delegada Joyce Coelho, responsável pelo caso, após encontrá-la, outras quatro pessoas que afirmam ter visto o adolescente na Ponta Negra, na Zona Oeste, foram localizadas e contribuíram com informações sobre o caso.

“Durante depoimento, o grupo de venezuelanos relatou que, no dia do desaparecimento, estava desde às 15h no Complexo Turístico Ponta Negra consumindo bebidas alcoólicas e, por volta das 19h, quando estava tomando banho no rio, avistou um rapaz, com as características de Rayner, nadando em direção à boia de segurança. Minutos depois, essa pessoa teria ultrapassado o perímetro permitido para banhistas e se afastou da boia. Logo depois, não foi mais vista”, disse Coelho.

O grupo relatou à delegada que ao retornar para a areia da praia encontrou um tênis, uma camisa, uma chave e o aparelho celular de Rayner. Um dos venezuelanos, identificado como Derwin Enrique Pinango Medina, 20, pegou o aparelho celular do adolescente, que estava escondido dentro do tênis. De acordo com a delegada Joyce Coelho, foi aí que Rusbelys Yilferlyn colocou o chip do rapaz no celular dela, por isso, quando a mãe do adolescente ligou para ele, a mulher atendeu a ligação.

Na última sexta-feira, a policiais da Depca, junto com o Corpo de Bombeiros, realizaram buscas na Ponta Negra, mas nenhum corpo foi encontrado.

Informações repassadas à Depca

O adolescente Rayner Vinicius da Silva Gonçalves, de 15 anos, está desaparecido desde o dia 16 de dezembro de 2018. Na ocasião, segundo a mãe dele, Maria Antonia da Silva Gonçalves, ele havia saído de casa, na rua Doutor Melo Resende, Lírio do Vale, Zona Oeste de Manaus, por volta das 18h, dizendo que iria caminhar no Complexo Turístico Ponta Negra, na mesma região.

Ainda segundo a mãe, o adolescente chegou ser visto pela última vez às 18h30, no local informado para onde iria. Desde então, os familiares não tiveram mais notícias sobre ele. Qualquer informação sobre o paradeiro de Rayner pode ser informado à Depca pelo telefone (92) 3656-8575.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.