Sexta-feira, 19 de Abril de 2019
publicidade
vacina-h1n1_EEBD16EA-A15C-4F0F-8652-36EB5AB1423D.jpg
publicidade
publicidade

SAÚDE

Segunda dose da vacina contra H1N1 para crianças em Manaus começa no dia 20

Campanha de vacinação na capital terminou nesta sexta-feira (5) com 463 mil pessoas imunizadas. Vacinação continuará para grávidas porque meta desse público ainda não foi alcançada


05/04/2019 às 16:56

Depois de 15 dias de uma grande mobilização dos servidores da saúde e outras secretarias, a Prefeitura de Manaus encerrou, nesta sexta-feira (5), a Campanha de Vacinação contra a Influenza (vírus H1N1) com 101% da meta alcançada. O balanço foi apresentado pelo prefeito Arthur Virgílio Neto, durante coletiva de imprensa, na sede da Prefeitura, no bairro Compensa, Zona Oeste.

Segundo o prefeito, o público-alvo era formado por 455.083 pessoas, mas na campanha foram vacinadas 463 mil, identificadas como pertencentes a esses grupos, chegando ao índice geral 101% da meta. Arthur disse, ainda, que apesar do encerramento da campanha, a vacinação continuará para grávidas, porque ainda apresentam o percentual isolado abaixo do esperado (85%), e para crianças menores de seis anos, que precisam tomar a segunda dose da vacina, o que ocorrerá a partir do dia 20 de abril.

A vacinação será exclusiva para esse público remanescente nas dez Unidades Básicas de Saúde (UBSs) que trabalham em horário ampliado, de segunda a sexta, de 8h às 21h, e aos sábados até o meio dia.

Arthur também voltou a informar que, juntamente com o envio das vacinas para segunda aplicação nas crianças, solicitou doses extras para contemplar novos grupos, entre eles os rodoviários, feirantes e os trabalhadores de serviços públicos como limpeza pública, drenagem e asfalto, pela evidente exposição ao contágio.

“Todos os esforços realizados até aqui já estão surtindo efeito. Temos uma redução substancial dos casos, dos registros de internação e não registramos mortes há mais de uma semana”, informou o secretário da Semsa, Marcelo Magaldi, que orientou a população a manter os cuidados preventivos e a procurar as unidades saúde, em caso de sintomas das Síndromes Respiratórias Agudas Graves (SRAG).

“É necessário manter os cuidados e a prevenção para evitar novos casos, com medidas simples como lavar as mãos e usar álcool em gel. Temos 23 unidades referenciadas para a dispensação da medicação antiviral e orientadas a cumprir os protocolos”, afirmou. 

publicidade
publicidade
Bolsonaro e Paulo Guedes se contradizem ao falar sobre Zona Franca de Manaus
Celebrações religiosas marcam Sexta-feira da Paixão na Catedral de Manaus
publicidade
publicidade
publicidade
publicidade

publicidade
publicidade

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.