Terça-feira, 03 de Agosto de 2021
UM NOVO SÍMBOLO

Teatro Amazonas ganhará nova identidade visual em comemoração aos seus 125 anos

O concurso promovido pela Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa premiará uma nova logomarca em comemoração aos 125 anos do patrimônio histórico



Amazon_Theatre_in_Manaus_38B98F51-5380-4F1B-AFA4-286E6891C908.jpg Foto: Rafa Zart/ASCOM/Cidadania
20/06/2021 às 05:00

O Teatro Amazonas ganhará uma nova identidade visual, ou seja, uma logomarca em comemoração aos 125 anos do patrimônio histórico que completará a idade no dia 31 de dezembro de 2021. O resultado será divulgado à população no dia 23 de junho.

Ao menos, 45 propostas de criação de logomarca foram apresentadas no concurso lançado pela Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa, por meio da Agência Amazonense de Desenvolvimento Cultural (AADC). 



“Nós buscamos uma logomarca que marque a celebração desta data, retratando a importância deste patrimônio histórico, um dos maiores símbolos do nosso Estado. A criação da identidade é livre. O importante é que represente os valores do patrimônio”, explicou o secretário da pasta, Marcos Apolo Muniz, com exclusividade ao A CRÍTICA. 

Vale destacar que o prazo para as inscrições encerrou no dia 9 de junho e, a partir de agora, as 45 propostas estão sendo avaliadas pela equipe da Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa. A identidade visual contemplada receberá o prêmio de R$ 5 mil.  

“O concurso foi uma forma de envolver mais a sociedade nesse processo, para que as pessoas pudessem participar de forma mais ativa e, dessa forma, reforçar a relação com o espaço. Esperamos que logomarca retrate a relevância do patrimônio no contexto artístico, histórico e cultural; e que marque esse momento especial”, ressaltou ainda.
 
De acordo com Marcos Apolo, o concurso abriu a programação de aniversário de 125 anos do Teatro Amazonas. Outras atividades estão programadas até a data de comemoração. 
“Já estreamos uma série com curiosidades sobre o espaço, que pode ser conferida toda quarta-feira nas redes sociais da secretaria (@culturadoam); também estão programados concertos, uma exposição e uma série de atividades que serão divulgadas a partir da apresentação da identidade comemorativa”. 

A respeito das avaliações, elas estão divididas em primeira fase que corresponde a análise documental, realizada durante período de 10 a 14 de junho, enquanto a segunda etapa, de análise das propostas da identidade visual, deve acontecer entre os dias 15 e 17 de junho. 

O prazo para apresentação de recursos está previsto para o período de 18 a 21 de junho, e o resultado final para 23 de junho. O manual de identidade visual deve ser apresentado pelo proponente em até 30 dias após a divulgação do resultado final.

Modificações ao Longo de Anos

O Teatro Amazonas não será mudado ou pintado. Apenas ganhará uma identidade visual de aniversário. O historiador amazonense, Allan Diego Carneiro, relembrou a última intervenção feita nas dependências do patrimônio histórico e destacou a importância dele para o amazonense. 

“A quarta reforma ocorreu entre os anos 1987 e 1990, no governo de Amazonino Mendes. Foi executado um longo trabalho de prospecção em todos os ambientes internos do Teatro Amazonas, bem como nas fachadas e muros”. 

Já a primeira reforma ocorreu entre os anos 1927 a 1929, durante a administração do Dr. Ephigênio Ferreira de Salles, onde o responsável pela reformulação na casa foi professor Olímpio de Menezes. A reforma, segundo Allan Diego, alterou aspectos arquitetônicos originais. “Foram demolidos camarotes frontais do segundo e terceiro pavimentos, construindo uma plateia em formato de “vitória-régia” com mais de 200 lugares”. 

O historiador aponta que o Teatro Amazonas é "filho" de um contexto histórico marcante das transformações urbanas que Manaus sofreu. “A partir da segunda metade do século XIX, com o crescimento das receitas da Província devido a exportação da borracha, a cidade se viu em um dilema de modernização”. 

Retorno da Visitação Turística

O Teatro Amazonas voltou a receber os visitantes em maio. A visitação turística acontece de terça a sábado, das 9h às 15h e as visitas, que devem ser agendadas pelo Portal da Cultura (cultura.am.gov.br). Elas acontecem com grupos de até dez pessoas por horário, conforme os protocolos de prevenção contra a Covid-19: uso obrigatório de máscara, medição da temperatura e distanciamento entre pessoas de 1,5 metros. 

A Secretaria afirma que o equipamento cultural passou pelo processo de sanitização e tem totens de álcool em gel acionados por pedal, em pontos estratégicos. “Temos bastante procura, com agendamento expressivo, dentro do limite de vagas oferecido. A visitação acontece de forma controlada, respeitando todos os protocolos. Ainda não há espetáculos com público. Por enquanto somente visitação turística”, finalizou Apolo Muniz.

News karol 2d8bdd38 ce99 4bb8 9b75 aaf1a868182f
Repórter de Cidades
Jornalista formada pela Uninorte. Apaixonada pela linguagem radiofônica, na qual teve suas primeiras experiências, foi no impresso que encarou o desafio da prática jornalística e o amor pela escrita.

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.