Publicidade
Manaus
QUEDA DE AVIÃO

Greenpeace confirma morte após queda de avião anfíbio no Amazonas

Caso ocorreu na manhã desta terça-feira (17) no município de Novo Airão após avião anfíbio cair no Rio Negro 17/10/2017 às 16:25 - Atualizado em 17/10/2017 às 18:28
Show show avi o ca do 1
Foto: Divulgação
Oswaldo Neto Manaus (AM)

Após a queda de um avião anfíbio do Greenpeace no município de Novo Airão (a 180 quilômetros de Manaus) na manhã desta terça-feira (17), a ONG informou que está prestando assistência às vítimas e famílias. O Greenpeace confirmou ainda a morte de uma das cinco pessoas que estavam a bordo no aeroplano.

De acordo com a ONG, os esforços estão concentrados em colaborar com os órgãos competentes que estão investigando o fato. O avião tinha como proprietário o Greenpeace com capacidade para oito passageiros.

“Teremos uma nota com mais informação o mais breve possível. O Greenpeace está em luto”, informou a ONG por meio de nota.

Investigações

O Sétimo Serviço Regional de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Seripa 7) informou que vai realizar uma ação inicial de investigação do acidente envolvendo a aeronave.

“A ação inicial é o começo do processo de investigação. São feitos registros fotográficos, partes da aeronave são retiradas para análise, relatos de testemunhas e documentos são colhidos”, explicou.

Após a conclusão da investigação, um relatório final será divulgado no site do Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa).

Acidente

Um avião do Greenpeace Brasil, modelo Cessna 208, motor turbo-hélice, de numeração PR-MPE, caiu na manhã desta terça-feira (17) no Rio Negro, no Parque Nacional de Anavilhanas, entre os municípios de Novo Airão e Manaus. O acidente ocorreu por volta das 11h. A informação foi confirmada pelo Centro de Comunicação da Aeronáutica (Cecomsaer) da Força Aérea Brasileira (FAB). Uma turista européia teria morrido e outras quatro pessoas sobreviveram.