Publicidade
Cotidiano
DESAPARECIDA

Em 4º dia de buscas por carioca em cachoeira, bombeiros falam em 'esgotar possibilidades'

Operação de resgate de corpo de Michele Santos ainda não rendeu resultados. Local onde corpo deve estar é de difícil acesso e fica entre três grandes pedras 12/07/2018 às 19:48 - Atualizado em 13/07/2018 às 09:21
Show content 20180711 142659
(Álik Menezes)
acritica.com Manaus (AM)

Chegou ao fim o quarto dia de buscas pela carioca Michele Santos, de 30 anos, que sumiu após cair numa fenda em uma cachoeira em Presidente Figueiredo. Mesmo deparando-se cada vez com maiores dificuldades na operação, o Corpo de Bombeiros espera, ainda, esgotar todas as possibilidades de resgate antes de suspender as buscas.

De acordo com informações da equipe de profissionais que atua na Cachoeira do Santuário, é preciso eliminar todas as possibilidades de encontrar o corpo da carioca antes de cessar o trabalho. 

Desde esta quarta-feira, pai e irmão de Michele acompanham in loco as buscas. Uma decisão precisa ser tomada em convenção com a família.

"As buscas devem seguir até que se encontre o corpo da vítima, mas esgotando-se todas as possibilidades ou não havendo a possibilidade do resgate, com a autorização da família, encerram-se as buscas", informou a assessoria de imprensa do Corpo de Bombeiros. 

Caso as fortes chuvas que acometeram a região nos últimos dias diminuam fluxo, as buscas serão retomadas na manhã desta sexta-feira (13). Será o quinto dia da operação. 

Em números

Em números, 12 metros é altura do trecho de onde Michele Santos da Costa caiu, segundo informou o Corpo de Bombeiros. O local é de difícil acesso e fica entre três grandes pedras. A Cachoeira do Santuário é um tradicional ponto turístico do município de Presidente Figueiredo (a 125 quilômetros de Manaus).

Publicidade
Publicidade